As necessidades de formação continuada de professores: compreensões necessárias ao campo e às práticas formativas

Autores

  • Camila Jose Galindo Pesquisadora do GEPFEC – Grupo de Estudos e Propostas de Formação do Educador Contemporâneo/ CNPq. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Letras. Araraquara – SP – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v7i1.5366

Resumo

O presente estudo sobre as necessidades de formação continuada de professores tem como objetivo elucidar a dinamicidade, a complexidade e a mutabilidade das necessidades formativas de professores a partir de um contexto escolar. Busca ainda demonstrar como os professores expressam suas necessidades, como estas se revelam como sendo necessidades formativas (ou não) e quais implicações elas trazem para o trabalho e a formação docente – compreensões necessárias ao campo e às práticas formativas. O referencial teórico que sustenta este estudo deriva de três campos intrinsecamente ligados: formação de professores, análise de necessidades e trabalho docente – os quais foram explorados a partir de seus expoentes. A metodologia, de natureza qualitativa, possui características da pesquisa etnográfica, com emprego de recursos e técnicas diversos. Os dados foram coletados durante o ano de 2009 em uma escola pública por meio de registros de observação participante no contexto de inserção em salas de aula de 2 professoras atuantes no 1º ano do 1º ciclo do ensino fundamental, bem como em momentos de Horário de Trabalho Pedagógico Coletivo – HTPC – na escola, e de entrevistas com as 12 professoras do 1º ciclo da escola em que a pesquisa se realizou. Os dados foram organizados sob uma estrutura processual e revelam que a pluralidade do trabalho docente refletem o horizonte das necessidades formativas, centralizam as interações humanas e a rotina no seio de necessidades complexas que intensificam o processo de análise de necessidades e acirram os processos de formação continuada.

Downloads

Como Citar

GALINDO, C. J. As necessidades de formação continuada de professores: compreensões necessárias ao campo e às práticas formativas. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 7, n. 1, p. 38–50, 2012. DOI: 10.21723/riaee.v7i1.5366. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/5366. Acesso em: 3 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos