Percepções sobre a abordagem educativa na reabilitação da sexualidade em contexto hospitalar

Teresa Adelaide Ribeiro Pereira, Teresa Vilaça

Resumo


A educação assume uma função vital nas intervenções de reabilitação. Tratandose a reabilitação sexual no doente com lesão vertebro-medular (LVM) de um processo complexo e moroso, nada é mais importante do que a percepção do doente para compreender a abordagem educativa feita pelos profissionais de saúde em contexto hospitalar. Com essa intenção, fez-se um estudo de natureza qualitativa, com recurso a uma entrevista semiestruturada, realizada a uma amostra de conveniência de homens com LVM de origem traumática (N=12), que estiveram internados num serviço de reabilitação. Os resultados mostraram que todos os homens entrevistados com LVM, como consequência de um acidente, confrontam-se com uma situação nova com várias limitações a nível físico, psicológico e social. Estes homens demonstraram que tinham comportamentos sexuais diferentes que exigiam diferentes forma de ajuda na educação em sexualidade, mas, em sua opinião, a abordagem da sexualidade pelos profissionais de saúde apresentou lacunas nos conhecimentos e experiência com utentes com alterações da sexualidade, informando-os pouco sobre as inúmeras dificuldades que experienciavam para se adaptarem à nova condição física, imagem corporal e autoestima. Destes resultados emerge a necessidade de investir na formação dos profissionais de saúde, assim como na concepção e implementação de programas de educação em sexualidade na reabilitação do utente com LVM.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v7i2.5389



Direitos autorais 2012 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.