Família e escola: reflexões sobre pertencimento familiar e inclusão escolar de jovens inseridos em medida socio educativa de liberdade assistida

Francisco Roberto de Carlos, Leandro Osni Zaniolo

Resumo


O projeto de pesquisa que subsidia o presente estudo, foi originado a partir de intervenções junto a adolescentes inseridos na medida sócioeducativa de Liberdade Assistida e seus familiares. Lidar com as percepções de viverem em ambiente desestruturado e ameaçador, ausência de sentimento de pertença ou de auto identificação com o grupo familiar, sintomas de agressividade, evasão escolar e ausência de significados atribuídos aos estudos, orientaram as intervenções que tiveram por objetivo, devolver aos jovens o sentimento de pertença a uma família, mediando a resolução de conflitos. O método da intervenção contou com atendimentos domiciliares nos sistemas familiares, atendimentos em grupos de famílias na instituição e também com um serviço de plantão psicológico, para o acolhimento de questões de urgência e emergência. Os resultados preliminares do estudo mostraram pais e responsáveis mais assíduos aos grupos de famílias, mais participativos nas questões educacionais dos filhos, bem como maior acompanhamento dos adolescentes no retorno à escola, aumentando assim o número de jovens da medida matriculados e frequentando as aulas. Por meio de análise qualitativa, observou-se o resgate de uma convivência mais saudável no sistema familiar minimizando significativamente as ações de resistência à escola por parte dos jovens e, portanto, contribuindo para sua inclusão escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v7i2.5399



Direitos autorais 2012 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.