A importância da mediação do adulto na brincadeira de uma criança cega

Autores

  • Giovana Mendes Ferroni UFSCar - Universidade Federal de São Carlos - Pós-Graduação em Educação Especial. São Carlos – SP – Brasil. 13565-905
  • Maria Stella Coutinho de Alcantara Gil UFSCar - Universidade Federal de São Carlos. Departamento de Psicologia - Pós-Graduação em Educação Especial. São Carlos – SP – Brasil. 13565-905

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v7i3.5634

Resumo

O presente trabalho teve por objetivo descrever algumas estratégias de mediação social da aprendizagem realizada por um adulto no ambiente de uma criança de cinco anos de idade com cegueira e deficiência física associada, frequentadora de uma instituição de apoio. Foram videogravadas sete sessões das quais duas foram selecionadas, uma vez que elas retratam atividades de exploração de brinquedo pela criança com a mediação do adulto. Os dados foram transcritos, em ordem cronológica de ocorrência, todos os comportamentos da criança e todas as respostas da pesquisadora. Os episódios selecionados foram aqueles que indicavam a mediação do adulto e participação da criança interagindo com os brinquedos. Dessa forma, foram selecionados para este trabalho a exploração da bola e do martelo de plástico pela criança. As análises indicam que a mediação social da aprendizagem pelo adulto no ambiente de uma criança cega é importante, pois, estimula a criança a agir e compreender suas ações nos objetos e no ambiente.

Downloads

Como Citar

FERRONI, G. M.; GIL, M. S. C. de A. A importância da mediação do adulto na brincadeira de uma criança cega. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 7, n. 3, p. 62–72, 2012. DOI: 10.21723/riaee.v7i3.5634. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/5634. Acesso em: 2 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos