Sexualidade e escola: uma discussão necessária

Autores

  • Jessica Sampaio Fiorini Graduação em Pedagogia. Faculdade de Filosofia e Ciências. UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professora da Prefeitura Municipal de Marília. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação. UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Marília – SP – Brasil.
  • Gilsenir Maria Prevelato de Almeida Dátilo Doutorado em Educação. UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professora Assistente Doutora. UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Psicologia da Educação. Marília – SP - Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v10i2.6277

Resumo

O presente artigo parte de uma problematização acerca do tema da sexualidade, bem como da forma como esta é concebida especificamente pela escola. Assim, busca-se explicitar e discutir algumas concepções e conceitos difundidos no decorrer da história sobre a sexualidade humana, e sobre a institucionalização do ensino acerca do assunto, sendo essa oficializada, no Brasil, por meio dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) (BRASIL, 1998). Para tanto, são expostas ideias e conceitos de diferentes autores/as que tratam do tema, na tentativa de proporcionar aos/às leitores/as a reflexão sobre a forma como a sexualidade vem sendo concebida pelas instituições sociais, em especial, pela escola e sobre as dificuldades encontradas ao trabalhar-se com a temática no âmbito escolar. Tendo como pressuposto que a sexualidade é inerente à vida e considerando o fato de que as concepções do indivíduo a respeito da mesma se fazem ao longo de sua vivência, é de extrema importância a realização de estudos que dizem respeito a como esta questão se dá no espaço escolar. Dessa forma, espera-se que este artigo possa contribuir com os demais estudos e pesquisas realizadas sobre o tema em questão.

Downloads

Publicado

07/07/2015

Como Citar

FIORINI, J. S.; DÁTILO, G. M. P. de A. Sexualidade e escola: uma discussão necessária. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 10, n. 2, p. 320–340, 2015. DOI: 10.21723/riaee.v10i2.6277. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6277. Acesso em: 5 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos