O senso de pertencimento de deficientes visuais em relação aos pisos táteis

Paulo Ricardo Ross, Paulo Vinicius Tosin da Silva

Resumo


Esta pesquisa investiga a relação entre a utilização de pisos táteis e a conquista de mais liberdade, mais autonomia das pessoas com deficiência visual. Pretende-se compreender se a apropriação desse recurso para o deslocamento “mais livre e mais autônomo” implica o desenvolvimento do senso de pertencimento das pessoas cegas à sociedade, como cidadãos e como sujeitos de direito e de encontros. A pesquisa toma especificamente os modelos de pisos táteis empregados nos calçamentos de duas vias públicas, localizadas no centro da cidade: Rua XV de Novembro e Avenida Marechal Deodoro, sendo a primeira uma via exclusiva para pedestres, no trecho investigado, e a segunda destinada ao tráfego de veículos. Essas vias representam diferentes funções sociais e econômicas na cidade de Curitiba, as quais serão discutidas em relação aos modelos de pisos táteis aí construídos. A rua XV de Novembro representa o espaço do encontro das pessoas, a circulação para fins de lazer, a via de passagem e de ligação entre as Praças Santos Andrade e Osório, o espaço de visualização panorâmica dos principais acontecimentos, a circulação de pessoas de diferentes idades e classes sociais. Já a Avenida Marechal Deodoro é destinada ao trânsito de pessoas com o interesse de aquisição de produtos e serviços. Conceber espaços que contemplem o homem vitruviano consiste no desafio da inclusão urbana. Espaços acessíveis às diferentes formas de manifestação humana constituem um direito inalienável da pessoa para o exercício de sua liberdade fundamental de ir e vir, sua autonomia e sua independência como um sujeito. As entrevistas realizadas com pessoas com deficiência visual revelam a precarização e a insuficiência das estruturas arquitetônicas já conquistadas. Denunciam os limites à plena usabilidade e os obstáculos ao pertencimento à cidade, as barreiras para a subjetivação e apropriação do espaço urbano como lugar de sua objetivação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v8i1.6481



Direitos autorais 2013 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.