A educação e a sustentabilidade: o desafio de um paradigma e a década da educação para o desenvolvimento sustentável da UNESCO (2005-2014)

Alexandre Marucci Bastos, Claudio Benedito Gomide de Souza

Resumo


Este trabalho pretende propor uma discussão sobre o papel da educação no enredo de um pragmatismo, pelo qual venha oferecer algumas contribuições para a consolidação da essência de um desenvolvimento sustentável e de uma contextualizada sustentabilidade, bem como de suas respectivas dimensões. Para tanto, são apresentadas algumas evoluções conceituais de tais expressões e as implicações quando de suas utilizações, sobretudo em paralelo à Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável da ONU/UNESCO (2005-2014); na expectativa de promover uma reflexão sobre o quanto a educação, não apenas a ambiental, mas em seu sentido mais amplo, se faz fundamental diante o desafio proposto por um equilíbrio multidimensional, visto pela perspectiva de um paradigma que vem sendo continuamente moldado desde a Conferência de Estocolmo, de 1972; passando pelas contribuições propiciadas, em 1992, pelo Grande Encontro da Terra – Eco 92 / Rio 92; e daí seguindo-se até a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, na cidade do Rio de Janeiro, em 2012.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v8i1.6484



Direitos autorais 2013 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.