Cursos de graduação em ecologia no Brasil: um olhar sob a organização disciplinar dos cursos

Autores

  • Camila Ferreira Pinto das Neves Doutoranda em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. FURG - Universidade Federal de Rio Grande – Pós-graduação em Educação em Ciências. Porto Alegre – RS - 91501-970
  • Gionara Tauchen FURG - Universidade Federal de Rio Grande. Instituto de Educação. Porto Alegre – RS - 91501-970

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v8i3.6592

Resumo

Este trabalho busca compreender a organização curricular que sustenta os cursos de graduação em Ecologia no Brasil, pois entendemos que o currículo constitui um ambiente simbólico, material e humano em constante reconstrução, cujo desenho envolve questões pedagógicas, técnicas, políticas, éticas e estéticas. A pesquisa caracteriza-se como um estudo qualitativo, de cunho hermenêutico. Foram analisados oito projetos pedagógicos, sendo estes referentes à totalidade dos cursos de graduação em Ecologia ofertados no Brasil. O estudo realizado aponta que os cursos possuem uma ênfase na produção de conhecimentos contextualizados, complexos e interdisciplinaridade, além de um grande foco na pesquisa científica, atribuindo para o exercício profissional Ecólogo, além de outras atividades, o diagnóstico ambiental, a educação ambiental e a avaliação de riscos ambientais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

NEVES, C. F. P. das; TAUCHEN, G. Cursos de graduação em ecologia no Brasil: um olhar sob a organização disciplinar dos cursos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 8, n. 3, p. 699–710, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v8i3.6592. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6592. Acesso em: 21 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos