O papel dos gestores na construção da moralidade

Marina Novaes de Senne, Ricardo Ribeiro

Resumo


A presente comunicação tem como objetivo pensar a moralidade na escola, no contexto do relativismo ético contemporâneo. O foco de nossa análise é o papel dos gestores na construção desses valores. Utilizamos a concepção de educação moral que considera os valores como investimentos afetivos capazes de serem formados no espaço escolar. Essa corrente teórica foi revista a partir das transformações da sociedade contemporânea com os autores Puig (1998), La Taille (2009) e Araújo (2007). Este trabalho dividiu-se em três momentos distintos. O primeiro deles problematiza a educação moral na atualidade. No segundo momento, matizamos acerca de caminhos possíveis para a construção da moral. Por fim, pensamos no papel dos gestores que atuam entre a lei e os educadores. Foi possível concluir que os gestores têm uma contribuição central na construção da moral na escola, pois devem ajudar a construir os espaços de debate, assim como criar uma escola que possibilite a vivência na moralidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v8i3.6597



Direitos autorais 2014 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.