Indícios de criatividade e inovação no processo de formação continuada

Autores

  • Maria José de Pinho Doutora em Educação e Currículo. PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor Associado. UFT - Universidade Federal do Tocantins. Coordena o Programa de Iniciação Científica (PIBIC) e é Bolsista Produtividade CNPq. Palmas – TO – Brasil.
  • Maria José da Silva Morais Aluna do Mestrado em Educação. UFT - Universidade Federal do Tocantins. Membro do Grupo de Pesquisa em Rede Internacional Investigando Escolas Criativas e Inovadoras. Bolsista da Capes /CNPQ. Palmas – TO - Brasil.
  • Jocyléia Santana dos Santos Doutora em História. UFPE - Universidade Federal de Pernambuco. Professor Adjunto e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação. UFT - Universidade Federal do Tocantins. Palmas – TO – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v9i4.6635

Resumo

Este artigo objetivou identificar, por meio de documentos e relatos de professores da Secretaria Municipal da Educação de Palmas, os indícios de prática criativa e inovadora no processo de formação continuada dos professores dos anos iniciais do ensino fundamental. Este trabalho caracteriza-se como abordagem qualitativa, com caráter exploratório. Os procedimentos técnicos adotados para a realização deste estudo incluem revisão bibliográfica, análise documental e pesquisa de campo (entrevistas). Para haver mudanças nas práticas metodológicas faz-se imprescindível a percepção docente de que o conhecimento é um contínuo aprender. Portanto, ao investigar as experiências pessoais e educacionais de professores, buscou-se evidenciar a memória e a subjetividade desses sujeitos, no sentido de desvelar possibilidades de ações criativas e inovadoras no processo educacional.

Biografia do Autor

Maria José de Pinho, Doutora em Educação e Currículo. PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor Associado. UFT - Universidade Federal do Tocantins. Coordena o Programa de Iniciação Científica (PIBIC) e é Bolsista Produtividade CNPq. Palmas – TO – Brasil.

Professora Doutora da Universidade Federal do Tocantins e do Programa de Pós-Graduação em Letras e no Programa de Pós-Graduação em Educação. Membro da Rede Internacional de Escolas Criativas – RIEC. E-mail: mjpgon@uft.edu.br

Maria José da Silva Morais, Aluna do Mestrado em Educação. UFT - Universidade Federal do Tocantins. Membro do Grupo de Pesquisa em Rede Internacional Investigando Escolas Criativas e Inovadoras. Bolsista da Capes /CNPQ. Palmas – TO - Brasil.

Aluna do Mestrado em Educação da Universidade Federal do Tocantins – UFT. Membro do grupo de pesquisa em Rede Internacional Investigando Escolas Criativas e Inovadoras.  E Bolsista da Capes /CNPQ. E-mail: mel.smassis@gmail.com

Jocyléia Santana dos Santos, Doutora em História. UFPE - Universidade Federal de Pernambuco. Professor Adjunto e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação. UFT - Universidade Federal do Tocantins. Palmas – TO – Brasil.

Professora Doutora da Universidade Federal do Tocantins – UFT e do Programa de Pós – Graduação em Educação. E-mail: jocyleiasantana@gmail.com

 

Downloads

Publicado

27/04/2015

Como Citar

Pinho, M. J. de, Morais, M. J. da S., & Santos, J. S. dos. (2015). Indícios de criatividade e inovação no processo de formação continuada. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 9(4), 880–898. https://doi.org/10.21723/riaee.v9i4.6635

Edição

Seção

Artigos