Família e escola de tempo integral: um diálogo necessário na formação do sujeito

Autores

  • Iolene Mesquita Lobato CEPAE/UFG – Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação da UFG. Goiânia – GO – Brasil.
  • Dhione Vieira Carvalho CEPAE/UFG – Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação da UFG. Goiânia – GO – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v8i4.6660

Resumo

Escola e família são instituições diretamente ligadas à formação do aluno. Todavia, presenciamos no contexto escolar uma prática, talvez ideológica, que circula na fala de professores e pais, de que a escola sozinha é responsável pela formação integral do aluno. O presente estudo tenta desconstruir essa ideia e mostrar que essas instituições disciplinadoras, por serem as responsáveis em impor limites, resgatar valores e a cidadania, devem caminhar juntas. Para isso, realizou-se a pesquisa em uma Escola Municipal, de tempo integral, em Formosa/GO envolvendo pais, professores, monitores, coordenadora pedagógica e alunos. A pesquisa é qualitativa e as informações coletadas em campo foram obtidas por meio de entrevista, observação participante e questionário. Ao final, percebe-se que os participantes da pesquisa sabem da importância da instituição familiar na vida educacional dos alunos, mas direcionam a responsabilidade à escola.

Downloads

Como Citar

Lobato, I. M., & Carvalho, D. V. (2014). Família e escola de tempo integral: um diálogo necessário na formação do sujeito. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 8(4), 681–874. https://doi.org/10.21723/riaee.v8i4.6660

Edição

Seção

Artigos