Origem, prática educativa e evolução do movimento de educação de base (MEB) em Itacoatiara - AM

Autores

  • Alderlene Lima de Souza UFAM – Universidade Federal do Amazonas. Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia. Itacoatiara – AM – Brasil. 69103-128. UEA – Universidade do Estado do Amazonas. Centro de Estudos Superiores Itacoatiara – AM – Brasil.
  • Fabrício Valentim da Silva UFAM – Universidade Federal do Amazonas. Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia. Itacoatiara – AM – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v9i1.6858

Resumo

Este estudo visou analisar a relevância do Movimento de Educação de Base (MEB), no município de Itacoatiara-AM, no período de 1998 a 2003. Tendo em vista o caráter político-pedagógico das práticas educativas forjadas por este movimento durante a sua 3ª fase a nível nacional. O Movimento de Educação de Base foi criado em 1961 pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O objetivo principal do MEB era desenvolver um programa de educação de base, por meio de escolas radiofônicas, principalmente nas zonas rurais das áreas subdesenvolvidas do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, expandindo-se posteriormente para outras regiões do Brasil de acordo com o decreto 5.2267/61. Assim, pautou-se a análise em fontes primárias (documentos) que estão localizadas na Cúria Prelatícia da cidade. E também no levantamento bibliográfico, pois, é praticamente impossível desenvolver um estudo científico, sem a fundamentação em um ou mais pressupostos que direcionem a “reconstrução” do objeto. Apesar da diversidade de informações contida nos documentos, ainda são escassos os estudos que visam historiar o MEB da região Norte do país. Os dados da pesquisa apontam que, durante a atuação do MEB em Itacoatiara o rádio não era o principal meio de transmissão das aulas, os professores utilizavam cartilhas elaboradas pelo MEB de acordo com a realidade local.

Downloads

Como Citar

SOUZA, A. L. de; SILVA, F. V. da. Origem, prática educativa e evolução do movimento de educação de base (MEB) em Itacoatiara - AM. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 9, n. 1, p. 71–80, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v9i1.6858. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/6858. Acesso em: 6 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos