Institucionalização da gestão escolar no Brasil: em foco as primeiras décadas do século XX (1911 – 1950)

Autores

  • Natalina Francisca Mezzari Lopes Doutoranda em Gestão Escolar. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Letras – Pós-graduação em Gestão Escolar. Araraquara – SP – Brasil. UEM – Universidade Estadual de Maringá. Departamento de Fundamentos da Educação. Maringá – PR – Brasil.
  • Ricardo Ribeiro Doutorando em Gestão Escolar. UNESP – Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Letras – Pós-graduação em Gestão Escolar. Araraquara – SP – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v9i2.7042

Resumo

Este trabalho visa investigar a institucionalização dos processos de gestão na legislação da educação brasileira. Para esse estudo delimitou-se as primeiras décadas do século XX (1911 – 1950). As leis no início do Brasil República foram derivadas da tradição ou forjadas pelos grandes legisladores. Por sua vez, a tradição representa o poder inserido na organização social que se conserva, de forma mais contundente, através das normas e regras. Com esse pressuposto, o estudo elegeu as Reformas Rivadávia e Carlos Maximiliano do início do século e as leis orgânicas do ensino para compreender como, neste contexto histórico, a legislação institucionalizou a função do diretor na educação básica. As reflexões apresentadas introduzem elementos históricos que demonstram ações e relações que permanecem em forma de hábitos nas gestões escolares. Estes elementos institucionalizados contribuem para o debate em torno das dificuldades políticas e pedagógicas sinalizadas por estudiosos e profissionais da área, relacionadas à promoção da gestão democrática na escola pública.

Downloads

Publicado

13/06/2014

Como Citar

LOPES, N. F. M.; RIBEIRO, R. Institucionalização da gestão escolar no Brasil: em foco as primeiras décadas do século XX (1911 – 1950). Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 9, n. 2, p. 378–389, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v9i2.7042. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/7042. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos