Acessibilidade e inclusão de cadeirantes na Universidade Federal do Pará

Autores

  • Marisa Fernanda Leão da Costa Graduanda em Pedagogia. UFPA - Universidade Federal do Pará. Faculdade de Educação. Belém – PA – Brasil.
  • Christianne Thatiana Ramos de Souza UFPA - Universidade Federal do Pará. Faculdade de Educação. Belém – PA – Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v9i2.7049

Resumo

Este estudo investigou a acessibilidade na Universidade Federal do Pará considerando a experiência locomotora de uma aluna cadeirante desta instituição. Especificamente, identificou as principais barreiras físicas e arquitetônicas presentes no Campus Universitário do Guamá com base na aplicação das instruções normativas oficiais que tratam da acessibilidade. Participaram da pesquisa de campo, de cunho quanti-qualitativo, do tipo Estudo de Caso, 25 alunos, sendo uma cadeirante. Os resultados obtidos através de entrevista semi-estruturada, questionários e registros fotográficos, indicaram várias adaptações nos espaços de circulação do campus adequadas às normas de acessibilidade. Ao mesmo tempo em que existem barreiras físicas e arquitetônicas dificultando e/ou impedindo a mobilidade de cadeirantes. A análise destas condições sugere que não basta às pessoas com deficiência física ou com mobilidade reduzida, garantir o acesso às universidades, também é necessário dar-lhes condições de permanência. O total cumprimento das normas de acessibilidade é um dos fatores que viabiliza a inclusão no ensino superior com qualidade e dignidade.

Downloads

Publicado

16/06/2014

Como Citar

COSTA, M. F. L. da; SOUZA, C. T. R. de. Acessibilidade e inclusão de cadeirantes na Universidade Federal do Pará. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 9, n. 2, p. 459–469, 2014. DOI: 10.21723/riaee.v9i2.7049. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/7049. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos