Educação especial: compreendendo a produção do conhecimento com a teoria da complexidade

Camyla Antonioli, Sílvia Maria de Oliveira Pavão

Resumo


O artigo objetiva estabelecer relações entre a produção do conhecimento em educação especial e os métodos de pesquisa nessa área de estudos. Ao encontro do debate proposto e como fio condutor para uma análise qualitativa, a fundamentação teórica apresenta conhecimentos da Teoria da Complexidade (MORIN, 2000, 2005). A produção do conhecimento em educação especial cresce quantitativamente principalmente após a vigência das atuais políticas educacionais, como consequência disso, foi expandida a utilização de métodos de pesquisa. O debate proposto é descrito como um desafio, pois não se deixa por saciar, sendo assim compreendido como constante e emergente.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v9i4.7204



Direitos autorais 2015 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.