Desenvolvimento moral de uma criança considerada "difícil": foco na relação escola-família

Autores

  • Sandra Cristina Trambaiolli de Nadai Psicóloga e psicopedagoga. PUCCAMP – Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Especialista em relações interpessoais na escola pela UNIFRAN. Membro do GEPEM - Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação moral (UNICAMP/UNESP). Campinas – SP – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-6572-4104
  • Vanessa Fagionatto Vicentin Psicóloga. PUCCAMP - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Mestrado. PUCCAMP - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Doutora em Psicologia na área de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano. USP - Universidade de São Paulo. Membro do GEPEM - Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação mora. Campinas – SP – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5458-6225
  • Thais Leite Bozza Pedagoga e mestranda em Educação. UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Membro e monitora do GEPEM - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (UNESP/UNICAMP). Campinas – SP – Brasil. http://orcid.org/0000-0003-1420-1834

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v10i2.7749

Resumo

A partir do relato de um caso vivenciado na escola, objetivou-se compreender e analisar as intervenções realizadas pela escola, no desenvolvimento moral de uma criança considerada “difícil”, especificamente na relação entre a escola e a família. A partir da análise realizada desse caso, concluiu-se que a criança convive em um ambiente escolar autocrático, onde não há reflexão sobre as regras, não se permite a expressão dos sentimentos dos alunos e utiliza sanções expiatórias como formas de educação. Conclui-se também que existe uma dificuldade de se estabelecer uma parceria entre as instituições formadoras, visto que há terceirização das resoluções dos conflitos da escola para a família.

Biografia do Autor

Sandra Cristina Trambaiolli de Nadai, Psicóloga e psicopedagoga. PUCCAMP – Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Especialista em relações interpessoais na escola pela UNIFRAN. Membro do GEPEM - Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação moral (UNICAMP/UNESP). Campinas – SP – Brasil.

Psicóloga, psicopedagoga (PUCCAMP) e especialista em relações interpessoais na escola pela UNIFRAN e membro do GEPEM - grupo de estudos e pesquisa em educação moral (UNICAMP/UNESP).

Vanessa Fagionatto Vicentin, Psicóloga. PUCCAMP - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Mestrado. PUCCAMP - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Doutora em Psicologia na área de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano. USP - Universidade de São Paulo. Membro do GEPEM - Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação mora. Campinas – SP – Brasil.

Possui graduação em Faculdade de Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1994) e mestrado em Faculdade de Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2004). Doutora em psicologia na área de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano da Universidade de São Paulo (2009). Tem experiência na área de Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: relações interpessoais na escola, resolução de conflitos interpessoais e desenvolvimento moral. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (GEPEM).

Thais Leite Bozza, Pedagoga e mestranda em Educação. UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas. Membro e monitora do GEPEM - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral (UNESP/UNICAMP). Campinas – SP – Brasil.

Pedagoga, mestranda em Educação na área de Psicologia Educacional pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), especialista em relações interpessoais na escola e a construção da autonomia moral (UNIFRAN), graduada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Membro e monitora do GEPEM I (Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Moral- UNESP/UNICAMP). Desenvolve pesquisas relacionadas ao tema da afetividade, conflitos interpessoais, parceria entre a escola e a família, clima escolar, violência, bullying e cyberbullying.

Downloads

Publicado

07/07/2015

Como Citar

de Nadai, S. C. T., Vicentin, V. F., & Bozza, T. L. (2015). Desenvolvimento moral de uma criança considerada "difícil": foco na relação escola-família. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 10(2), 524–542. https://doi.org/10.21723/riaee.v10i2.7749

Edição

Seção

Artigos