La educación inclusiva en la Educación Superior: relato del contexto universitario cubano

Elsie Alejandrina Pérez Serrano

Resumo


Os principais fundamentos teóricos da inclusão no ensino superior em Cuba permitem modelar dois componentes essenciais: as dimensões e os processos. As dimensões configuram a inclusão em três perspectivas: a axiológica, referida à aceitação da diversidade humana como um valor; a política, com a adoção de uma legislação para concretizar o direito à inclusão e; a educativa, que implica a elaboração de estratégias didáticas colaborativas entre os professores, os alunos e todas as pessoas que participam do contexto universitário. A inclusão impõe desafios às instituições do ensino superior que implica introduzir transformações em suas dinâmicas a partir de três processos: o aceso, a permanência e o egresso. Isso pressupõe a formação de recursos humanos, a formação permanente dos professores, a organização dos recursos materiais, humanos e técnicos e o trabalho didático metodológico no processo de ensino e de aprendizagem. Também, refere-se às chamadas “categorias de deficiências” com maior inclusão, os programas mais inclusivos e as adequações curriculares que se realizam. Por último, o artigo apresenta um exemplo do estado atual da inclusão na Universidade de Holguín, com referência à graduação e pós-graduação.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v10i5.7913



Direitos autorais 2015 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587, ISSN: 2446-8606.

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.