Acessibilidade e permanência: um estudo do programa institucional de apoio aos estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina

Autores

  • Ana Paula de Oliveira Santana UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Fonoaudiologia – Programa de Pós-Graduação em Linguística. Florianópolis – Santa Catarina – Brasil. Coordenadora do Núcleo de Apoio à Pesquisa da UFSC no projeto em rede “Acessibilidade no Ensino Superior” (Obeduc/Capes).
  • Lais Oliva Donida UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Fonoaudiologia. Florianópolis – Santa Catarina – Brasil. Graduanda. Bolsista de Iniciação Científica Obeduc/Capes.
  • Ana Lucia Lima da Costa Pimenta Monteiro UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Fonoaudiologia – Programa de Pós-Graduação em Linguística. Florianópolis – Santa Catarina – Brasil. Mestranda. Bolsista Obeduc/Capes.
  • Suelen Machado Silva UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Fonoaudiologia. Florianópolis – Santa Catarina – Brasil. Graduanda. Bolsista de Iniciação Científica Obeduc/Capes.

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v10i5.7919

Resumo

Com a democratização do ensino superior há necessidade de políticas educacionais que deem conta da diversidade de alunos advindos de ambientes sociais diversos e de estudantes que são o público-alvo da educação especial. O Plano Nacional de Assistência Estudantil, por exemplo, criado em 2010, objetiva viabilizar a igualdade de oportunidades entre todos os estudantes. O objetivo deste trabalho é analisar o Programa Institucional de Apoio aos Estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina com relação a dois programas: Coordenadoria de Acessibilidade Educacional e Apoio Pedagógico. A metodologia envolve: pesquisa documental, descrição do funcionamento dos programas e mapeamento de alunos com deficiência e dos alunos com transtornos funcionais e/ou dificuldades de aprendizagem. Os resultados demonstram que, embora o número de estudantes seja significativo, na universidade, esse tipo de apoio é muito recente e está em processo de implantação. Há dificuldades que envolvem o mapeamento dos alunos, o acesso às informações dos programas e, ainda, o entendimento do próprio aluno com relação a esses programas.

Downloads

Publicado

14/08/2015

Como Citar

SANTANA, A. P. de O.; DONIDA, L. O.; MONTEIRO, A. L. L. da C. P.; SILVA, S. M. Acessibilidade e permanência: um estudo do programa institucional de apoio aos estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 10, n. esp.1, p. 673–690, 2015. DOI: 10.21723/riaee.v10i5.7919. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/7919. Acesso em: 25 fev. 2021.