Professores da educação básica e temas de sexualidade e drogas na escola: ações de promoção da saúde para os alunos

Neire Aparecida Machado Scarpini, Luciane Sá de Andrade, Marlene Fagundes Carvalho Gonçalves

Resumo


Este trabalho, dentro de uma abordagem qualitativa histórico-cultural, analisa qual a posição dos professores da Educação Básica em relação às ações sobre as temáticas de sexualidade e drogas desenvolvidas pelos enfermeiros licenciandos na escola. Utilizou-se a técnica do grupo focal e observação para desenvolver a pesquisa em três escolas públicas do interior paulista. Obteve-se a participação de 29 professores. Os professores, a partir de suas preocupações com as situações que emergem no espaço escolar e as dificuldades de lidar com temáticas da sexualidade e drogas, esperam que as ações de promoção da saúde desenvolvidas por licenciandos em enfermagem sejam vistas como necessárias e tenham duração de longo prazo, para, assim, atenderem às necessidades de seus alunos.

Palavras-chave


Promoção da saúde; Enfermeiros licenciandos; Sexualidade; Drogas; Escola;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/RIAEE.v11.esp.1.p445



Direitos autorais 2016 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.