Acerca da avaliação: governamentalidade e processos de subjetivação docente

Autores

  • Ana Cristina Ghisleni UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pós-doutoranda junto ao Mestrado em Ensino do Centro Universitário Univates. UNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS
  • Angélica Vier Munhoz UNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS
  • Ieda Maria Giongo UNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS

DOI:

https://doi.org/10.21723/RIAEE.v11.n2.p551

Palavras-chave:

Educação Básica. IDEB. Processos de subjetivação. Avaliação em larga escala.

Resumo

O presente artigo está relacionado a uma investigação em desenvolvimento numa Instituição de Ensino Superior gaúcha. Uma das ações da referida investigação prevê que, através de documentos oficiais e entrevistas com alunos e professores, os pesquisadores compreendam como se efetua a composição da nota obtida do Índice de Desenvolvimento da Escola Básica e seus efeitos num grupo de seis educandários da Região da Instituição. Para além de tal objetivo, o artigo tem a finalidade de pensar, a partir dos aportes teóricos de Michel Foucault, o índice como uma forma de governo. A análise do material de pesquisa evidenciou que o discurso em torno da avaliação busca adequar a educação às lógicas da produtividade e competitividade advindas do discurso empresarial, cuja meta é o controle dos resultados de ensino por meio da vigilância do trabalho escolar.

Biografia do Autor

Ana Cristina Ghisleni, UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pós-doutoranda junto ao Mestrado em Ensino do Centro Universitário Univates. UNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pós-doutoranda junto ao Mestrado em Ensino do Centro Universitário Univates

Angélica Vier Munhoz, UNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS

Doutora em Educação, professora do Mestrado em Ensino do Centro Universitário UnivatesUNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS 

Ieda Maria Giongo, UNIVATES – Unidade Integrada Vale do Taquari de Ensino Superior. Lajeado – RS

Doutora em Educação, professora do Mestrado em Ensino do Centro Universitário Univates

Downloads

Publicado

06/07/2016

Como Citar

GHISLENI, A. C.; MUNHOZ, A. V.; GIONGO, I. M. Acerca da avaliação: governamentalidade e processos de subjetivação docente. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 2, p. 551–564, 2016. DOI: 10.21723/RIAEE.v11.n2.p551. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8628. Acesso em: 5 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos