Educação escolar, saberes culturais e práticas educativas dos rezadores de almas na Amazônia

Raimundo Nonato Câncio, Sônia Maria Araújo

Resumo


Ao partir do pressuposto de que a escola tem produzido a exclusão daqueles grupos cujos universos culturais não correspondem aos dominantes, baseados na perspectiva de uma educação multicultural e no estudo do tipo etnográfico realizado com os Rezadores de Almas do município de Oriximiná-PA, grupo que desenvolve o ritual secular de Encomendação das Almas, na Semana Santa, a presente pesquisa buscou responder como esses sujeitos expressam sua preocupação com a manutenção de seus saberes e de suas práticas culturais; qual a importância atribuída à escola na perpetuação desses saberes e qual tem sido o papel desta na preservação desse ritual. Os resultados revelam a indiferença com essa manifestação cultural e demonstram que os muros das escolas ainda são os limites com os demais saberes ditos não-escolares.


Palavras-chave


Educação. Saberes. Práticas culturais. Rezadores de Almas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n4.8766



Direitos autorais 2016 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.