Educação escolar, saberes culturais e práticas educativas dos rezadores de almas na Amazônia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n4.8766

Palavras-chave:

Educação. Saberes. Práticas culturais. Rezadores de Almas.

Resumo

Ao partir do pressuposto de que a escola tem produzido a exclusão daqueles grupos cujos universos culturais não correspondem aos dominantes, baseados na perspectiva de uma educação multicultural e no estudo do tipo etnográfico realizado com os Rezadores de Almas do município de Oriximiná-PA, grupo que desenvolve o ritual secular de Encomendação das Almas, na Semana Santa, a presente pesquisa buscou responder como esses sujeitos expressam sua preocupação com a manutenção de seus saberes e de suas práticas culturais; qual a importância atribuída à escola na perpetuação desses saberes e qual tem sido o papel desta na preservação desse ritual. Os resultados revelam a indiferença com essa manifestação cultural e demonstram que os muros das escolas ainda são os limites com os demais saberes ditos não-escolares.

Biografia do Autor

Raimundo Nonato Câncio, UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

É Doutorando em Educação pela Universidade Federal do Pará (2013), na linha de pesquisa Educação, Cultura e Sociedade; Mestre em Educação pela Universidade do Estado do Pará (2008); Especialista em ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa (2005); e Graduado em Letras - Língua Portuguesa - pela Universidade Federal do Pará (2004). É professor titular - Secretaria do Estado de Educação. Exerceu o cargo de Diretor Administrativo da Secretaria de Educação do município de Orixminá-PA. Atuou também como gestor de Escola pública e como professor-coordenador do Grupo Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento Científico pela Prefeitura de Oriximiná. Tem estudos sobre os PCN de Língua Portuguesa e formação do professor de Língua Portuguesa. Possui experiência na área de Linguística, com ênfase em Variação Linguística. Foi Secretário Interino de Educação do município de Oriximiná-PA, na gestão 2009-2013. Atualmente pesquisa na área da Educação Escolar Indígena, Pós-Colonialismo, decolonialidade e educação na América Latina.

Sônia Maria Araújo, Universidade Federal do Pará

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), com pós-doutoramento pelo Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra. Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Pará.

Downloads

Publicado

20/12/2016

Como Citar

CÂNCIO, R. N.; ARAÚJO, S. M. Educação escolar, saberes culturais e práticas educativas dos rezadores de almas na Amazônia. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 4, p. 1864–1884, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n4.8766. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8766. Acesso em: 25 fev. 2021.

Edição

Seção

Artigos