Analisando narrativas sobre a utilização do livro “Os 15 anos de Mariana” em uma escola municipal do Rio Grande, RS

Taina Guerra Chimieski, Raquel Pereira Quadrado

Resumo


O livro intitulado “Os 15 anos de Mariana: um convite a outras aprendizagens sobre corpos”, possibilita o entendimento de que os corpos são construções biossociais. O objetivo deste artigo é analisar narrativas de professoras de uma escola de Ensino Fundamental no município do Rio Grande, RS que utilizaram este material para desenvolver um projeto de ensino. As narrativas foram produzidas a partir de um grupo focal, com as professoras envolvidas. Para a produção e análise destes dados utilizamos a investigação narrativa, que nos permitiu apontar que o livro foi bem acolhido pelo grupo pesquisado e que o trabalho desenvolvido a partir deste possibilitou que os/as estudantes produzissem um conhecimento que estabelece relação com o seu cotidiano.


Palavras-chave


Corpos; Currículo; Ensino; Livro paradidático.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España)) XML

Referências


BARROS, S. C. de. Sexting na adolescência: análise da rede de enunciações produzida pela mídia. 2014. 188f. Tese. Doutorado. Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde. Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2014.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017. Disponível em http://basenacionalcomum.mec.gov.br/a-base. Acesso em: 15 mar. 2017.

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente: Lei federal nº 8069, de 13 de julho de 1990. 9. ed. Brasília, 2012.

BRITZMAN, D. Curiosidade, sexualidade e currículo. In: LOURO, G. L. (Org.) O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

BRUNS, M. A. de T.; DAVI, E. H. D. Travestis: corpos em trânsito!? Sonho, mito e realidade. Revista Ibero-americana de Estudos em Educação. Araraquara, v. 11, n. esp. 1, p. 434-444, 2016. Disponível em: http://seer.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8564 Acesso em: 19 jun. 2016.

CONNELLY, M.; CLANDININ, J. Relatos de experiencia e investigación narrativa. In: LARROSA, J. et al. Déjame que te cuente: ensayos sobre narrativa y educación. Barcelona: Laertes, 1995.

CUNHA, A. M. de O.; FREITAS, D.; SILVA, E. P. de Q. O corpo da ciência, do ensino, do livro e do aluno. In: PAVÃO, A. C. (Coord.) Coleção Explorando o Ensino. Ciências: ensino fundamental. v. 18. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010.

FAZENDA, I. C. A. Reflexões Metodológicas sobre a tese: interdisciplinaridade – um projeto em parceria. In: FAZENDA, I. C. A. (Org.) Metodologia da pesquisa educacional. 4. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

FOUCAULT, M. Verdade e Poder. In: FOUCAULT, M. Microfísica do poder. 28. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

GONDIM, S. G. Grupos focais como técnica de investigação qualitativa: desafios metodológicos. Paidéia: Cadernos de Psicologia e Educação, Ribeirão Preto, v. 12, n. 24, p. 149-161, 2003.

LARA, I. C. M. de. Jogando com a Matemática de 5ª a 8ª série. São Paulo: Rêspel, 2003.

LARROSA, J. Narrativa, identidad y desidentificación. In: LARROSA, J. La experiencia de la lectura. Barcelona: Laertes, 1996.

LARROSA, J. Tecnologias do Eu e educação. In: SILVA, T. T. da. O Sujeito da educação: Estudos Foucaultianos. 8. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

LOURO, G. L. Pedagogias da sexualidade. In: LOURO, G. L. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

MOREIRA. A. F. B.; SILVA. T. T. da. Sociologia e teoria crítica do currículo: uma introdução. In: MOREIRA. A. F. B.; SILVA. T. T. da. (Org.). Currículo, cultura e sociedade. São Paulo. Cortez, 2000.

PARAÍSO, M. A. Currículo nômade: quando os devires fazem a diferença proliferar. In: KIRCHOF, E. R.; WORTMANN, M. L.; COSTA, M. V. (Org.) Estudos Culturais e Educação: contingências, articulações, aventuras, dispersões. Canoas. Ed. da Ulbra, 2015.

QUADRADO, R. P. Adolescentes: Corpos inscritos pelo gênero e pela cultura de consumo. 129f. Dissertação. Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental. Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Rio Grande, 2006.

RIBEIRO, P. R. C.; ÁVILA, D. A. Sujeitos, histórias, experiências, trajetórias...a narrativa como metodologia na pesquisa educacional. In: SILVA, G. R.; HENNING, P. C. (Org.). Cadernos Pedagógicos, Pesquisas em Educação: experimentando outros modos investigativos – Rio Grande. Editora da FURG, 2013.

SANTOS, L. H. S. A biologia tem uma história que não é natural. In: COSTA, M. V.; VEIGA-NETO, A. (Org.). Estudos culturais em educação: mídia, arquitetura, brinquedo, literatura, cinema... Porto Alegre. Editora da Universidade UFRGS, 2004.

SILVA, C. K. Da.; GROENWALD, L. O. Integrando a Matemática ao tema Educação Ambiental. Paradigma. Maracay, v. XXII, n. 2. 2001. Disponível em: http://revistas.upel.edu.ve/index.php/paradigma/article/view/2962/1388. Acesso em: 8 mar. 2016.

SILVA, E. P. de Q. A invenção do corpo e seus abalos: diálogos com o ensino de Biologia. 2010. 202f. Tese. Doutorado. Programa de Pós-graduação em Educação. Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14i1.8784



Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.