Fracasso escolar e dificuldades na alfabetização: relato de experiência de atendimento psicológico e novas intervenções

Autores

  • Claudia Dias Prioste Faculdade de Ciências e Letras - UNESP - campus Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n.esp4.9201

Palavras-chave:

Ajustamento escolar. Fracasso escolar. Psicanálise e educação. Alfabetização. Atuação do psicólogo.

Resumo

Esse artigo discute o fracasso escolar a partir do relato de experiências de atendimento psicológico em uma Unidade Básica de Saúde. A discussão, fundamentada na Psicanálise e na Teoria Crítica, aborda a tendência de psicopatologização dos problemas na escola, a perpetuação de estigmas nas famílias pobres, a falta de autonomia docente no processo de alfabetização, bem como a relevância do aparato tecnológico-midiático contribuindo para menor investimento das crianças nas atividades escolares. Procurou-se, assim, refletir sobre as políticas educacionais neoliberais e o papel do psicólogo na mediação entre escola e família, propondo novas hipóteses, perspectivas de diagnóstico e de intervenção.

Biografia do Autor

Claudia Dias Prioste, Faculdade de Ciências e Letras - UNESP - campus Araraquara

Professora assistente doutora do Departamento de Psicologia da Educação. Docente do curso de graduação em Pedagogia e Letras. Docente do curso de pós-graduação em Educação Sexual. Coordenadora do grupo de pesquisa: A formação do sujeito na era digital.

Downloads

Publicado

30/12/2016

Como Citar

PRIOSTE, C. D. Fracasso escolar e dificuldades na alfabetização: relato de experiência de atendimento psicológico e novas intervenções. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, p. 2430–2447, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n.esp4.9201. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/9201. Acesso em: 28 fev. 2021.