Desafios da gestão nas escolas das águas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24iesp2.14331

Palavras-chave:

Escolas das águas, Gestão escolar, Pantanal de Mato Grosso do Sul, Diversidade.

Resumo

Gestão escolar relaciona-se tanto às questões da administração geral, quanto a aspectos pedagógicos. Este artigo objetiva apresentar a atuação da gestão nas “Escolas das Águas”, localizadas no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Para seu desenvolvimento, foi adotada a perspectiva qualitativa, com levantamento de documentação, observação e realização de entrevistas com as gestoras dessas escolas. Os dados foram sistematizados e organizados em dois eixos: a) Caracterização e Funcionamento das Escolas das Águas; e b) Proposta Curricular e Acompanhamento do Trabalho Pedagógico. Verificou-se que a autonomia necessária para a realização do trabalho de gestão encontra entraves pela insuficiência de condições materiais para um trabalho mais próximo à comunidade.

Biografia do Autor

Washington Cesar Shoiti Nozu, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)

Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Pós-Graduação em Fronteiras e Direitos Humanos. Doutorado em Educação (UFGD).

Andressa Santos Rebelo, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (UFMS).

Mônica de Carvalho Magalhães Kassar, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (UNICAMP).

Referências

ABREU, C. M. M. A implantação das escolas ribeirinhas no Pantanal corumbaense: um elemento de enfrentamento ao trabalho infantil. Orientadora: Anamaria Santanada Silva. 2018. 129 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Corumbá, 2018. Disponível em: https://ppgecpan.ufms.br/files/2019/01/Dissertacao-Mestrado-UFMS-CPAN-Cleide-Abreu.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

CORUMBÁ. E.M.R.E.I. Polo Porto Esperança e Extensões. Projeto Político Pedagógico. Corumbá: Secretaria Municipal de Educação, 2017.

CORUMBÁ. Prefeitura Municipal de Corumbá. Secretaria Municipal de Educação. Lei Ordinária n. 2484/2015, de 26 de junho de 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação do município de Corumbá (2015-2025). Corumbá, 2015. Disponível em: http://leis.camaracorumba.ms.gov.br/lei/2739?type_view=consolidada. Acesso em: 10 jun. 2020.

INEP. Sinopse Estatística da Educação Básica. Brasília, 2019. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-basica. Acesso: 29 mar. 2020.

KASSAR, M. C. M. et al. Educação especial na perspectiva da educação inclusiva em um município do Mato Grosso do Sul. Cadernos CEDES, Campinas, v. 38, n. 106, p. 299-313, set./dez. 2018.

MELO, R. Z. Jogar e brincar de crianças pantaneiras: um estudo em uma “escola das águas”. 2017. 147 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

OLIVEIRA, F. R. Os nexos da educação integral no Pantanal de Corumbá-MS: práticas de ensino na escola Jatobazinho. Orientadora: Claudia Araújo de Lima. 2018. 107 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Corumbá, 2018. Disponível me: https://ppgecpan.ufms.br/files/2019/02/DISSERTA%C3%87%C3%83O-Francisca_Oliveira.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

OLIVEIRA, I. C.; VASQUES-MENEZES, I. Revisão de literatura: o conceito de gestão escolar. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 48, n. 169, p. 876-900, set. 2018.

PNUD. IPEA. FJP. Atlas do desenvolvimento humano no Brasil. 2013. Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_m/corumba_ms. Acesso: 29 mar. 2020.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

RIOS, E. C. A prática pedagógica do professor de Educação Física nas escolas ribeirinhas do Pantanal Sul-mato-grossense. 2020. 147 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Corumbá, 2020.

VASCONCELLOS, C. S. Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. 11. ed. São Paulo: Libertad, 2009.

ZERLOTTI, P. H. Os saberes locais dos alunos sobre o ambiente natural e suas implicações no currículo escolar: um estudo na escola das águas – extensão São Lourenço, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Orientadora: Maria Aparecida de Souza Perrelli. 2014. 128 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2014. Disponível em: https://site.ucdb.br/public/md-dissertacoes/14030-patricia-zerlotti.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

Publicado

14/11/2020

Como Citar

NOZU, W. C. S.; REBELO, A. S.; KASSAR, M. de C. M. Desafios da gestão nas escolas das águas. Revista on line de Política e Gestão Educacional, [S. l.], v. 24, n. esp2, p. 1054–1067, 2020. DOI: 10.22633/rpge.v24iesp2.14331. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/14331. Acesso em: 8 mar. 2021.