Alunos público-alvo da educação especial nas escolas do campo da região centro-oeste: análise de indicadores de matrículas

Washington Cesar Shoiti Nozu, Aline Maira da Silva, Bruno Carvalho dos Santos

Resumo


Situando-se no conjunto das problematizações que emergem da interface entre Educação Especial e Educação do Campo, o presente artigo objetiva analisar o acesso de alunos Público-Alvo da Educação Especial (PAEE) nas escolas do campo da região Centro-Oeste, a partir de dados censitários oficiais de matrícula, no período de 2007 a 2017. Trata-se de uma pesquisa documental, tendo como fonte os microdados estatísticos do Censo Escolar, que foram lidos e tratados por meio do software IBM SPSS Statistics. Os resultados evidenciam a presença de alunos PAEE em escolas do campo do cenário investigado, cujas matrículas estão concentradas no Ensino Fundamental. Dentre o PAEE, os estudantes com deficiência intelectual apresentam maior índice de matrículas na região Centro-Oeste. Conclui-se que o aprofundamento da temática requer estudos empíricos em diversos contextos.


Palavras-chave


Dados censitários; Educação especial; Educação do campo.

Texto completo:

PDF XML

Referências


BRASIL. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília, DF: MEC/SEESP, 2008a.

BRASIL. Resolução n. 2, de 28 de abril de 2006. Estabelece diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Brasília, DF: MEC/CNE/CEB, 2008b.

CAIADO, Katia Regina Moreno.; MELETTI, Silvia Márcia Ferreira. Educação especial na educação do campo: 20 anos de silêncio no GT 15. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 17, p. 93-104, maio/ago., 2011.

GONÇALVES, Taísa Grasiela Gomes Liduenha. Alunos com deficiência na educação de jovens e adultos em assentamentos paulistas: experiências do PRONERA. 2014. 199 f. Tese (Doutorado em Educação Especial) – Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, 2014.

INEP. Microdados. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/microdados. Acesso em: 28 ago. 2018.

JESUS, Denise Meyrelles de.; ANJOS, Christiano Félix dos. Tecendo interfaces entre a educação especial e a educação do campo: o cenário do Espírito Santo. In: XVI ENDIPE - Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino, 2012, Campinas. Anais... Campinas: UNICAMP, 2012, p. 1820-1829.

MAINARDES, Jefferson.; MARCONDES, Maria Inês. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educ. Soc., Campinas, v. 30, n. 106, p. 303-318, jan./abr., 2009.

MARCONI, Marina de Andrade.; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

MELETTI, Silvia Márcia Ferreira.; BUENO, José Geraldo Silveira. O impacto das políticas públicas de escolarização de alunos com deficiência: uma análise dos indicadores sociais no Brasil. Linhas Críticas, Brasília, v. 17, n. 33, p. 367-383, maio/ago. 2011.

MELETTI, Silvia Márcia Ferreira; RIBEIRO, Karen. Indicadores educacionais sobre a Educação Especial no Brasil. Caderno Cedes, Campinas, v. 34, n. 93, p. 175-189, 2014.

NOZU, Washington Cesar Shoiti. Educação especial e educação do campo: entre fronteiras marginais e fronteiras culturais. 2017. 235 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Dourados, 2017.

SOARES, Scheilla. Sujeitos do campo considerados deficientes: da invisibilidade ao pertencimento. 2011. 197f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, 2011.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.unesp.v22.nesp2.dez.2018.11920



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.