“Com-versas de bar” sobre turismo e educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v28i00.18337

Palavras-chave:

Turismo, Educação, Evento, Com-versas, Bar

Resumo

O texto traz o relato de experiência e reflexões, do projeto “Com-versas de Bar”, atividade extensionista vinculado ao Laboratório de Turismo e eventos da UNIRIO. O projeto buscou propor espaços horizontais de ‘com-versas’ sobre Turismo e Educação. Em termos teóricos, o alinhamento é ecossistêmico complexo, associado à Educação e ao Turismo, bem como à Esquizoanálise e à Biologia Amorosa, do Conhecimento e Cultural para a abordagem da subjetividade. O texto tem orientação na estratégia metodológica complexa e processual de Baptista, denominada “Cartografia dos Saberes”, em associação com as provocações de Rubem Alves, em texto clássico sobre a Educação. O projeto teve reverberações no grupo de sujeitos envolvidos, com significados de experiência de ensino-aprendizagem transversal, pautado pela horizontalidade de relações em trama de afetos e vivências. Entende-se que a Educação tem forte laço com o Turismo, por seus traços característicos relativos à viagem e à busca do encontro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan de Lima da Silva, Universidade de Caxias do Sul

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade. Bolsista CAPES.

Maria Luiza Cardinale Baptista, Universidade de Caxias do Sul

Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Turismo e Hospitalidade da Universidade de Caxias do Sul. Coordenadora do Amorcomtur! Grupo de Estudos e Produção em Comunicação, Turismo, Amorosidade e Autopoiese (CNPq-UCS). Doutora em Ciências, pela Escola de Comunicações e Artes da USP, com Estágio Pós-doutoral no Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura do Amazonas (PPGSCA-UFAM).

Referências

ALVES, R. Por uma educação romântica. 9. ed. Campinas, SP: Papirus Editora, 2012.

BAPTISTA, M. L. C. Stamos em Pleno Mar''! Reflexões sobre tempos de pandemia Covid-19, considerando a trama de ecossistemas turístico-comunicacionais-subjetivos. Revista Cenário: Revista Interdisciplinar em Turismo e Território, v. 8, n. 15, p. 7-22, 2020. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/revistacenario/article/view/32698. Acesso em: 03 abr. 2023.

BAPTISTA, M. L. C. et al. Por um mundo mais amoroso e autopoiético! Reflexões Amorcomtur! Durante a pandemia Covid 19. Rosa dos Ventos, v. 12, n. 3, p. 1-23, 2020a. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/4735/473564229014/. Acesso em: 03 abr. 2023.

BAPTISTA, M. L. C. “Amar la trama más que el desenlace!”: reflexões sobre as proposições trama ecossistêmica da ciência, cartografia dos saberes e matrizes rizomáticas, na pesquisa em turismo. Revista de Turismo Contemporâneo, v. 8, n. 1, p. 41-64, 2020b. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/turismocontemporaneo/article/view/18989. Acesso em: 03 abr. 2023.

BAPTISTA, M. L. C. Trama de ‘floresceres’ no ensino da ciência. Percursos orientados por entrelaços de amorosidade, confiança e alegria, em processos autopoiéticos de ensino e produção da ciência. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, v. 15, n. 3, p. 1322–1342, 2020c. DOI: 10.21723/riaee.v15i3.13623. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13623. Acesso em: 17 dez. 2023.

BAPTISTA, M. L. C. Amorosidade, autopoiese e ‘com-versações’: a potência dos ‘entrelaços nós’ na educação e na ciência. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, p. 2358-2378, 2021. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15676/11794. Acesso em: 03 abr. 2023.

BAPTISTA, M. L. C. O Avesso do Turismo como proposição de sinalizadores para o futuro: reflexões ecossistêmicas sobre entrelaçamentos e processualidades do avesso das desterritorializações turísticas em seus saberes e fazeres. Cenário: Revista Interdisciplinar em Turismo e Território, v. 9, n. 3, p. 258-271, 2021a. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/revistacenario/article/view/34894. Acesso em: 03 abr. 2023.

BAPTISTA, M. L. C.; EME, J. B. Estratégias de ‘Sobre-Vivência’ metodológica na viagem investigativa para a Ciência no Mundo Novo. Dimensão trama, cartografia de saberes e matrizes rizomáticas. In: XIX SEMINÁRIO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM TURISMO, 19., 2022. Anais [...]. 2022. Disponível em: https://www.anptur.org.br/anais/anais/files/19/2634.pdf. Acesso em: 03 abr. 2023.

BAPTISTA, M. L. C.; EME, J. B. Estratégias de ‘sobre-vivência’ metodológica na viagem investigativa para a ciência no mundo novo: Dimensão trama, cartografia dos saberes e matrizes rizomáticas. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, v. 18, n. 00. 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.18206. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/18206. Acesso em: 04 ago. 2023.

BECKER, F. Educação e construção do conhecimento. 2. ed. Porto alegre: Penso Editora, 2012.

BERNARDO, J. S. Trama de marcas turístico-comunicacionais no processo de desterritorialização desejante de sujeitos' entre mundos'. 2021Dissertação (Mestrado em Turismo e Hospitalidade) – Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, RS, 2021.

BOTTON, A. A arte de viajar. 4. ed. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012.

BOYER, M. História do turismo de massa. Bauru, SP: EDUSC, 2003.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O anti-Édipo: capitalismo e esquizofrenia (1972). Lisboa: Assírio & Alvim, 2004. ISBN: 978-85-7326-446-3.

EME, J. B. ‘Quem não vive do mar, vive de quê?’ sinalizadores de ‘repuxo’ do turismo em Torres/RS, a partir das ‘com-versações’ com moradores. 2021. Dissertação (Mestrado em Turismo e Hospitalidade) – Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, RS, 2021.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GALEANO, E. As veias abertas da América Latina. Porto Alegre: L&PM Editores, 2010.

IMPERATORE, S. L. B. Tríade extensão-pesquisa-ensino: expressão e fundamento de uma universidade transformadora. 2017. Tese (Doutorado em diversidade cultural e inclusão social) – Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS, 2017.

LULU SANTOS. Sábado à noite. Gravadora BMG, 1999.

MARTINEZ, M. Narrativas de viagem: escritos autorais que transcendem o tempo e o espaço. Intercom: Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 35, p. 34-52, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/interc/a/cwHQrWzSNdpzLmrtj3dJB4K/abstract/?lang=pt. Acesso em: 06 fev. 2023.

MATURANA, H. Ontología del conversar. Revista Terapia Psicológica, Santiago, p. 1-16. 1988. Disponível em: https://repositorioslatinoamericanos.uchile.cl/handle/2250/1371614. Acesso em: 03 abr. 2023.

MATURANA, H. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: UFMG, 1998.

OLIVEIRA, A. C. K. et al. Hospitalidade no buraco da Catita: música e comensalidade como opção de lazer em Natal/RN, Brasil. Revista de Turismo Contemporâneo, [S. l.], v. 9, n. 1, p. 148–171, 2021. DOI: 10.21680/2357-8211.2021v9n1ID19914. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/turismocontemporaneo/article/view/19914. Acesso em: 14 dez. 2023.

PERETE, C. P. S.; SILVA, R. L. Conversas de vida acadêmica: narrativas de reconhecimento dos estudos do turismo para além das objetividades. In: XIII SEMINTUR JR: CONEXÕES DE SABERES EM TURISMO E HOSPITALIDADE, 13., 2022, Caxias do Sul, RS. Anais [...]. Caxias do Sul, RS. 2022. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/122crvKQc9fyaSqJzP2A-h9M0WISqSJEe/view?pli=1. Acesso em: 03 abr. 2023.

SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. Epistemologias do sul. Coimbra: Editora Almeida, 2010.

SANTOS, B. S. Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências. Revista crítica de ciências sociais, n. 63, p. 237-280, 2002.

SANTOS, G. S.; SILVA, R. L. Turismo e Video gamer: narrativas pessoais conversadas que identificam dinâmicas de turismo. In: XIII SEMINTUR JR: CONEXÕES DE SABERES EM TURISMO E HOSPITALIDADE, 13., 2022. Caxias do Sul, RS. Anais [...]. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/122crvKQc9fyaSqJzP2A-h9M0WISqSJEe/view?pli=1. Acesso em: 03 abr. 2023.

SANTOS, J. A. Bares tradicionais de Maceió (Alagoas/Brasil) e suas possibilidades para o turismo: sabores e saberes no tripé antiguidade, culinária e simplicidade. 2023. Tese (Doutorado em Turismo e Hospitalidade) – Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, RS, 2023.

SANTOS, M. M. C.; PERAZZOLO, O. A. Hospitalidade numa perspectiva coletiva: o corpo coletivo acolhedor. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 3-15, 2012.

SILVA, R. L. S.; BAPTISTA, M. L. C. Narrativas e ‘com-versações’ de Favela dispositivos metodológicos sensíveis e complexos para viagens investigativas em turismo. In: XIX SEMINÁRIO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM TURISMO, 19., 2022. Anais [...]. Disponível em: https://www.anptur.org.br/anais/anais/files/19/2634.pdf. Acesso em: 03 abr. 2023.

SILVA, R. L.; BAPTISTA, M. L. C. Narrativas e ‘Com-versações’ de Favela: Dispositivos sensíveis e complexos para Viagens Investigativas em Turismo. Revista Hipótese, Bauru, SP, v. 9, n. 00, 2023. DOI: 10.58980/eiaerh.v9i00.427. Disponível em: https://revistahipotese.editoraiberoamericana.com/revista/article/view/427. Acesso em: 15 dez. 2023.

Publicado

15/01/2024

Como Citar

SILVA, R. de L. da; BAPTISTA, M. L. C. “Com-versas de bar” sobre turismo e educação. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 28, n. 00, p. e023003, 2024. DOI: 10.22633/rpge.v28i00.18337. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/18337. Acesso em: 23 abr. 2024.