Impacto dos debates na sala de aula

Produção textual e a formação docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v28i00.19111

Palavras-chave:

Formação Docente, Debate, Produção Textual, Retextualização

Resumo

O presente artigo tem como objetivo investigar a eficácia dos debates estruturados em sala de aula como um meio de aprimorar a reflexão crítica e as habilidades textuais de alunos dos anos finais do Ensino Fundamental. A pesquisa foi realizada em seis escolas privadas no Sul de Santa Catarina, Brasil, com natureza qualitativa e exploratória. A revisão bibliográfica abrangeu autores no campo da linguística e da educação sobre a retextualização no processo educativo. Os métodos de coleta de dados envolveram a realização de oficinas teórico-práticas, grupos focais e aplicação de questionário a docentes. Os resultados indicaram que debates em sala de aula são uma ferramenta eficaz para a melhoria das habilidades de produção textual. Evidenciou-se, também, a necessidade de formação docente contínua como meio de elevar a qualidade da escrita, incluindo metodologia ativa para enriquecer o processo de aprendizagem e favorecer a compreensão de múltiplas perspectivas na produção textual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raymi de Fátima Link, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Mestrado Profissional em Educação.

Silvia Cristina de Oliveira Quadros, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Pós-doutorado em Educação. (Coordenação e Docência no Mestrado Profissional em Educação UNASP).

Betânia Jacob Stange Lopes, Centro Universitário Adventista de São Paulo

Doutorado em Educação (Docência no Mestrado Profissional em Educação UNASP).

Referências

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. Tradução: Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M. Estratégias de Ensino-aprendizagem. 33. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 9 abr. 2023.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B.; PIETRO, J.-F. Relato da elaboração de uma sequência: o debate público. In: SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução: Glaís Sales Cordeiro e Roxane Rojo. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004.

ERMEL, A. P. C. et al. Revisões da literatura: um método para a geração de conhecimento científico e tecnológico. [S. l.]: Folio Digital, 2022. E-book.

FERRI, C. Etnografia e estudos sobre currículos: uma aproximação possível. Revista Contrapontos, Itajaí, v. 1, n. 1, jan/jun. 2001. Disponível em: https://1library.org/document/qo34ngmq-etnografia-e-estudos-sobre-curriculos-uma-aproximacao-possivel.html. Acesso em: 12 jan. 2023.

GADOTTI, M. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. 2. ed. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2011.Disponível em: www.ebooksbrasil.org/adobeebook/boniteza.pdf. Acesso em: 08 jan. 2023.

GONÇALVES, E. C. Estratégias promotoras de capacidades de pensamento crítico nos alunos. Aveiro, PT: Universidade de Aveiro, 2013.

GUSDORF, G. Professores para quê? São Paulo: Martins Fontes, 1987.

LEITÃO, S. O lugar da argumentação na construção do conhecimento em sala de aula. In: LEITÃO, S.; DAMIANOVIC, M. C. (org.). Argumentação na escola: o conhecimento em construção. Campinas, SP: Pontes Editores, 2011. p. 13-46.

LOPES, J. P; SILVA, H. S.; DOMINGUEZ, C.; NASCIMENTO, M. M. Educar para o pensamento crítico na sala de aula. Lisboa, PT: Pactor, 2019.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

NÓVOA A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote; 1992. Disponível em: Http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4758/1/FPPD_A_Novoa.pdf Acesso: 17 set. 2023.

SÁNCHEZ, L. P.; GÓMEZ, D. C. Programa Penta: aprendendo a resolver problemas por si mesmo. In: Guia do Educador. Madrid, ES: Publicaciones ICCE, 2006.

SILVEIRA, D. T.; CÓRDOVA, F. P. A pesquisa científica: métodos de pesquisa. Porto Alegre: UFRGS, 2009.

Publicado

07/03/2024

Como Citar

LINK, R. de F.; QUADROS, S. C. de O.; LOPES, B. J. S. Impacto dos debates na sala de aula: Produção textual e a formação docente. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 28, n. 00, p. e023007, 2024. DOI: 10.22633/rpge.v28i00.19111. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/19111. Acesso em: 23 abr. 2024.