Currículo, escola e letramento: o que isso tem a ver com a formação do cidadão?

Ezequiel Ferreira Barbosa, Maria Candia Müller

Resumo


Este trabalho tem por objetivo apresentar algumas considerações sobre currículo e sua importância para a adoção de uma prática educativa que rompa com velhos paradigmas, tendo em vista que o conceito adotado e praticado nas escolas tem se tornado um empecilho para a realização de um trabalho que leve os alunos a serem agentes da sua própria aprendizagem e, consequentemente, cidadãos conscientes, inseridos num mundo em constante transformação. Aborda ainda a questão do letramento como prática cotidiana nas escolas, tendo como reflexo a formação para o exercício da cidadania. Procura apresentar também que o domínio das habilidades linguísticas é uma condição, sem a qual, a aprendizagem fica comprometida e que essas habilidades, que vão muito além do simples ato codificar e decodificar palavras, é uma tarefa da responsabilidade de todos os professores, não apenas dos de língua materna.

Palavras-chave


currículo; escola; letramento; habilidades linguísticas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v0i16.9358



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.