Currículo, escola e letramento: o que isso tem a ver com a formação do cidadão?

Autores

  • Ezequiel Ferreira Barbosa Professor do Instituto Federal de Rondônia e mestrando do programa de Mestrado Profissional em Educação Escolar – MEPE da Universidade Federal de Rondônia – UNIR.
  • Maria Candia Müller Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, professora da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Departamento Acadêmico de Ciências da Educação, Campus de Vilhena

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v0i16.9358

Palavras-chave:

currículo, escola, letramento, habilidades linguísticas

Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar algumas considerações sobre currículo e sua importância para a adoção de uma prática educativa que rompa com velhos paradigmas, tendo em vista que o conceito adotado e praticado nas escolas tem se tornado um empecilho para a realização de um trabalho que leve os alunos a serem agentes da sua própria aprendizagem e, consequentemente, cidadãos conscientes, inseridos num mundo em constante transformação. Aborda ainda a questão do letramento como prática cotidiana nas escolas, tendo como reflexo a formação para o exercício da cidadania. Procura apresentar também que o domínio das habilidades linguísticas é uma condição, sem a qual, a aprendizagem fica comprometida e que essas habilidades, que vão muito além do simples ato codificar e decodificar palavras, é uma tarefa da responsabilidade de todos os professores, não apenas dos de língua materna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03/02/2017

Como Citar

BARBOSA, E. F.; MÜLLER, M. C. Currículo, escola e letramento: o que isso tem a ver com a formação do cidadão?. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, n. 16, 2017. DOI: 10.22633/rpge.v0i16.9358. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/9358. Acesso em: 15 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos