“Música, maestro!” Uma ferramenta multimídia para apoio ao ensino da música na educação básica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17i1.14224

Palavras-chave:

Ensino da música, Livro multimídia interativo, Instrumentos da orquestra, Ludicidade, Ensino Fundamental

Resumo

O artigo descreve parte do processo de criação e produção do livro multimídia interativo “Música, Maestro!”, desenvolvido no doutorado do Programa de Pós Graduação em Mídia e Tecnologia da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP, procurando atender os desafios da educação na atualidade com o ensino remoto, dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), na Agenda 2030 e da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), no tocante à educação de qualidade e inovação. O recurso será utilizado nos laboratórios de informática das unidades escolares, vindo ao encontro das gerações atuais, que são atraídas para a tecnologia, potencializando a aprendizagem com diversão, favorecendo, também, aos professores polivalentes para trabalharem o ensino da música, apresentando os instrumentos da orquestra sinfônica nas diferentes famílias instrumentais por meio de linguagem multimídia aos alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, de forma didática, lúdica, interativa e acessível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislene Victoria Silva, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Bauru – SP – Brasil

Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia.

Marcos Danilo Graciano, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Bauru – SP – Brasil

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia.

Vania Cristina Pires Nogueira Valente, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Bauru – SP – Brasil

Livre Docente, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia. Doutorado Acadêmico (FAAC/UNESP).

Referências

ANDERSEN, E. M. L. (org.). O uso de Multimídia digital no ensino. Por quê? Para quê? In: Multimídia Digital na Escola. São Paulo: Paulinas, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=79601-anexo-texto-bncc-reexportado-pdf-2&category_slug=dezembro-2017-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 10 dez. 2020.

COSTA, M. M. As bibliotecas brasileiras em 2018: resultados da técnica de delfos. In: Perspectiva em Ciência da Informação. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1363. Acesso em: 10 jul. 2020.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas,2008.

NIELSEN, J. Engineering Usabilty. San Francisco: Morgan Kaufmann, 1993.

NOVAK, J. Desenvolvimento de games. 2. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

PRENSKY, M. Aprendizagem Baseada em Jogos Digitais. Trad. Eric Yamagute. São Paulo: SENAC, 2012.

RENÓ, D. et al. Narrativas transmídia: diversidade social, discursiva e comunicacional. Revista Palabra Clave, v. 14, n. 2, p. 201-215, 2011.

SADIE, S.; LATHAM, A. Dicionário Grove de Música. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.

SCIRRA. Engine Construct 2. Disponível em: https://www.scirra.com. Acesso em: 10 jul. 2020.

SILVA, G. V. Tecnologias Midiáticas como Estratégia de Apoio ao Ensino da Música na Educação Básica. 2017. 171 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Bauru, SP, 2017. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/150339. Acesso em: 10 jul. 2020.

SILVA, G. V. Música, Maestro! Bauru, 2021. ISBN 978-65-0018912-4. (Livro multimídia interativo)

VALENTE, V. C. P. N. Desenvolvimento da visão espacial por games digitais. Curitiba: Appris, 2018.

VYGOTSKY, L. S. O papel do brinquedo no desenvolvimento. In: A formação social da mente. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1989. p. 106-118.

Publicado

02/01/2022

Como Citar

VICTORIA SILVA, G.; GRACIANO, M. D.; PIRES NOGUEIRA VALENTE, V. C. “Música, maestro!” Uma ferramenta multimídia para apoio ao ensino da música na educação básica. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. 1, p. 0213–0228, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17i1.14224. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14224. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos