Educação histórica, pandemia e ensino de história

Validação do conhecimento histórico em tempos de internet/revisionismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.2.16981

Palavras-chave:

Educação histórica, Ensino, História, Pandemia, Sensibilidade

Resumo

No contexto da pandemia de Covid-19, os desafios para o ensino de História encontraram, na tecnologia, novo respaldo, mas também contradições. Com nova perspectiva do ensino da disciplina, ancorada no campo teórico da Educação Histórica, o trabalho a partir da epistemologia da História passou a exigir dos professores historiadores uma prática em que a relação com as fontes históricas é fundamental. Desse modo, a ideia de fonte histórica foi ainda mais ampliada, já que a web contém uma infinidade de materiais que podem ser concebidos como documentos históricos. Além disso, a utilização da internet como meio de interação entre os diferentes sujeitos no processo de escolarização pressupôs uma relação em que a tecnologia precisou ser ressignificada devido à possibilidade de apoio, mas também pela sua influência como disseminadora de informações superficiais e céticas com relação ao conhecimento científico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita de Cássia Gonçalves, Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), Curitiba – PR – Brasil

Professora Adjunta. Doutorado em Educação (UFPR).

Adriane de Quadros Sobanski, Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEEDPR), Curitiba – PR – Brasil

Professora. Doutorado em Educação (UFPR).

Referências

CARAMEZ, C. S. A aprendizagem histórica de professores pelas tecnologias da informação e comunicação: Perspectivas da Educação Histórica. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná. 2014. Disponível em: https://lapeduh.files.wordpress.com/2014/10/2014_claudia-senra-caramez.pdf. Acesso em: 25 out. 2021. Disponível em:

DOMICIANO, D. et al. O ensino de história diante dos discursos negacionistas e revisionistas no contexto da pandemia: Desafios e possibilidades. Revista Catarinense de História, n. 37, p. 45-60, jul./dez. 2021. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/FRCH/article/view/12371/7983. Acesso em: 08 nov. 2021.

GANDRA, E. A.; JESUS, C. G. N. O negacionismo renovado e o ofício do historiador. Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 46, n. 3, p. 1-17, set./dez. 2020. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/iberoamericana/article/view/38411. Acesso em: 10 dez. 2021

GERMINARI, G. D.; GONÇALVES, R. C. As políticas educacionais e formação do professor de História no Brasil: Desafios contemporâneos. Interacções, Lisboa, v. 12, n. 40, p. 55-69, 2017. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/interaccoes/article/view/10686. Acesso em: 10 dez. 2021.

HOBSBAWM, E. Era dos Extremos: O breve século XX. São Paulo: Cia das Letras, 1995.

KOSELLECK, R. Futuro Passado: Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

LE GOFF, J. História e Memória. Campinas: Editora Unicamp, 1990.

RÜSEN, J. Razão histórica: Teoria da História, fundamentos da ciência histórica. Brasília, DF: UNB, 2001.

SANTOS, R. C. G. P. A significância do passado para professores de história. 2013. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013. Disponível em: http://www.ppge.ufpr.br/teses/d2013_rita%20de%20cassia%20gon%c3%a7alves%20pacheco%20dos%20santos.pdf. Acesso em: 10 dez. 2021.

SCHMIDT, M. A.; CAINELLI, M. Ensinar história. São Paulo: Scipione, 2004.

SCHMIDT, M. A. Formação do professor de história no Brasil: Embates e dilaceramentos em tempos de desassossego. Educação, Santa Maria, v. 40, n. 3, p. 517-528, set./dez. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/18206/pdf. Acesso em: 06 dez. 2021.

SOBANSKI, A. Q. Educação Histórica: Pesquisa e produção de conhecimento na docência. Curitiba, PR: WAS, 2021.

SOBANSKI; A. Q.; GONÇALVES, R. C. O Passado e a História Difícil para o Ensino e Aprendizagem da História. In: PEREIRA, D. P.; BORTOLOTI, K. F. Chave de Compreensão da História: Cultura & Identidades. Ponta Grossa: Atena, 2021.

Publicado

30/06/2022

Como Citar

GONÇALVES, R. de C. .; SOBANSKI, A. de Q. Educação histórica, pandemia e ensino de história: Validação do conhecimento histórico em tempos de internet/revisionismo. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. esp.2, p. 1037–1048, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.2.16981. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16981. Acesso em: 2 out. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)