Cognição e aprendizagem no espaço da tecnologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n4.5934

Palavras-chave:

Cognição. Linguagem Escrita. Tablet.

Resumo

Este trabalho analisa o impacto das Novas Tecnologias nas situações didáticas cotidianas. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, um Estudo de Caso descritivo, baseado em observações dos espaços das salas de aula, do mesmo grupo de crianças, entre junho de 2013 e abril de 2015, nos 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental de uma escola particular católica, bem como entrevistas com as professoras regentes destas turmas. Buscamos estabelecer relações entre a aquisição da linguagem escrita em textos convencionais e aqueles em hipertextos, assim como compreender como se estrutura a alfabetização científica e digital nesses espaços. Nesse sentindo, verificou-se que essas experiências são possíveis de acontecer em espaços projetados de forma antagônica aos espaços tradicionais, pois, muitas vezes, a mesma é menos rígida, mais flexível, fato este que torna o ambiente agradável e, ao mesmo tempo, mais acessível, constituindo um ambiente, por vezes, híbrido, no qual as dimensões entre o caderno e o tablet coexistem e a fusão desses pares opostos de aquisição de linguagem escrita acontece.

Biografia do Autor

Kelber Ruhena Abrão, Universidade Federal do Tocantins

Professor Adjunto da Universidade Federal do Tocantins (UFT)Bolsista Produtividade em Pesquisa pela UFT e Professor Permanente do Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Saúde (PPGECS) Doutor em Educação em Ciências (UFRGS).

José Cláudio Del Pino, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Professor-Orientador do PPG Educação em Ciência Química da Vida e Saúde e do PPG Química ambos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bolsa de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Downloads

Publicado

20/12/2016

Como Citar

ABRÃO, K. R.; DEL PINO, J. C. Cognição e aprendizagem no espaço da tecnologia. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 4, p. 1776–1798, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n4.5934. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/5934. Acesso em: 4 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos