O pensamento católico no contexto dos embates políticos da década de 1930 no Brasil

Aline Christine de Souza, José Luis Derisso

Resumo


 

A produção deste artigo decorre de estudos realizados no âmbito de uma pesquisa de iniciação científica cujo objeto é o pensamento católico no Brasil no contexto dos embates com os chamados “Pioneiros da Educação Nova”, que antecederam a elaboração da Constituição de 1934. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que priorizou o estudo, por um lado, dos fundamentos do pensamento católico em documentos eclesiásticos e, por outro, de sua manifestação no Brasil por meio da revista A Ordem, sua principal expressão pública. Conclui-se que o pensamento católico constitui importante ingrediente ideológico do contexto em questão e se desenvolve em consonância com a luta de classes na Europa e das frações da classe dominante no Brasil, expressando a resistência da Igreja Católica ao modelo republicano de escola e ao ideal, também republicano, da laicidade do Estado.  


Palavras-chave


Pensamento católico. Constituição de 1934. Brasil. Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil. Rio de Janeiro: 16 de julho de 1934. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao34.htm. Acesso em: 25 ago. 2017.

BRASIL. Constituição dos Estados Unidos do. Rio de Janeiro, 10 de novembro de 1937. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao37.htm. Acesso em: 25 ago. 2017.

CURY, C. R. Jamil. Ideologia e educação brasileira: católicos e liberais. 2ª ed., São Paulo: Cortez Ed., 1984.

DERISSO, J. L. O ensino religioso na escola pública e a epistemologia dos materiais implementados nas escolas oficiais do Estado de São Paulo após a Lei nº.9475/97. São Carlos: UFSCar, 2007, p. 15-52.

GREGÓRIO XVI, Papa. Carta Encíclica Mirari vos. Roma, 1832. Disponível em: http://www.montfort.org.br/index.php?secao=documentos&subsecao= enciclicas&artigo=mirarivos〈=bra. Acesso em: 28 ago. 2017.

LEÃO XIII, Papa. Carta Encíclica Rerum Novarum. Roma, 1891. Disponível em: http://www.vatican.va/holy_father/leo_xiii/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_15051891_rerum-novarum_po.html. Acesso em: 28 ago. 2017.

MANIFESTO dos Pioneiros da Educação Nova. A Reconstrução Educacional do Brasil: Ao Povo e ao Governo. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1932.

LIMA, A. A. Mobilizemo-nos. A Ordem. n. 34, p. 403-406, dez. 1932.

MOURA, S. L.; ALMEIDA, S. M. G. A Igreja na Primeira República. In: FAUSTO, Boris (Org.). História Geral da Civilização Brasileira. Rio de Janeiro: Bertrand Russel, tomo III, vol. 2, 1985, p. 321-342.

NAGLE, J. Educação na Primeira República. In: FAUSTO, Boris (Org.). História Geral da Civilização Brasileira. Rio de Janeiro: Bertrand Russel, tomo III, vol. 2, 1985, p. 261-291.

PIO IX, Papa. Carta Encíclica Quanta Cura, Roma, 1864a. Disponível em: http://www.montfort.org.br/index.php?secao=documentos&subsecao=enciclicas&artigo=quantacura〈=bra. Acesso em: 28 ago. 2017.

PIO IX, Papa. Syllabus. Roma, 1864b. Disponível em: http://www.montfort.org.br/bra/documentos/enciclicas/silabo/. Acesso em: 28 ago. 2017.

PIO XI, Papa. Carta-Encíclica Divini Illius Magistri. Roma, 1929. Disponível em: http://www.vatican.va/holy_father/pius_xi/encyclicals/documents/hf_p-xi_enc_31121929_divini-illius-magistri_po.html. Acesso em: 28 ago. 2017.

VAN ACKER, L. Filosofia Pedagógica. A Ordem. n. 8, p. 12-23, ago. 1930.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v21.n3.2017.10972



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.