Histórias profissionais: políticas de formação e percursos formativos de professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v24i3.14359

Palavras-chave:

Histórias profissionais, Políticas de formação, Percursos formativos.

Resumo

O artigo apresenta um estudo investigativo sobre histórias profissionais em interfaces com as políticas de formação docente. O objetivo da pesquisa parte da prerrogativa de analisar histórias de professores e a reverberação das políticas formativas em seus percursos formativos. Para tanto, dialogou-se teoricamente com as contribuições de Nóvoa (1999) e Saviani (2009). As narrativas biográficas construídas a partir de entrevistas orais, foram analisadas destacando as categorias analíticas seguida da aplicação de questionário semiestruturado, caracterizando este estudo de natureza qualitativa em que se toma das narrativas os subsídios para dialogar com elementos bibliográficos. Os achados desta pesquisa sinalizou que as políticas de formação de professores, a legislação vigente e as demandas sociais de um determinado tempo influenciam diretamente nas trajetórias individuais dos professores, entretanto estas políticas não se uniformizam nos percursos formativos, uma vez que cada professor constrói sua história profissional a partir dos modos de recriação da cultura laboral. Destacou-se ainda que na história da formação docente, dada as condições objetivas da razão prática, a cultura profissional incorpora as exigências legais e formativas em muitas circunstâncias de forma acrítica, justificando que o normativo é pra ser incorporado e não questionado, o que evidencia o peso hierárquico das políticas em nossos modos de exercer a docência quando esta consiste em nossa ocupação primária.

Biografia do Autor

Marta Rochelly Ribeiro Gondinho, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PI

Professora Adjunta do Centro de Ciências da Educação (CCE/UFPI). Doutorado em Educação (UFRJ).

Luisa Xavier de Oliveira, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Teresina – PI

Professora Adjunta do Centro de Ciências da Educação (CCE/UFPI). Doutorado em Educação (UFRJ).

Maria da Conceição Rodrigues Martins, Universidade Federal do Piauí (UFPI), Picos – PI

Professora Adjunta do Campus Senador Helvídio Nunes de Barros (CSHNB/UFPI). Doutorado em Educação (UFU).

Referências

BOURDIEU, P.; PASSERON, J. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982.

BRASIL. Decreto n. 64.969 de 11 de agosto de 1969. Aprova o Estatuto da Fundação Universidade Federal do Piauí. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, p. 7057, 20 ago. 1969.

BRASIL. Lei n. 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial União: Seção 1, Brasília, DF, p. 11429, 27 dez. 1961.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF: MEC, p. 27833, 23 dez. 1996. PL 1258/1988.

CARIA, T. H. A cultura profissional do professor de ensino básico em Portugal: uma linha de investigação a desenvolver. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, Lisboa (Portugal), n. 3, p. 125-138, 2007.

CATANI, D. B. Estudos de história da profissão docente. In: LOPES, E. M. T. et al. 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

CERTEAU, M. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense universitária, 1982.

CHARTIER, R. Por uma Sociologia histórica das práticas culturais. In: A História Cultural entre práticas e representações. Lisboa: DIFEL,1990.

DAVIES, N. Legislação educacional federal básica. São Paulo: Cortez, 2004.

DUBAR, C. A Socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Trad. Andréa Stahel M. da Silva. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

DUBAR, C. Formação, trabalho e identidades profissionais. In: CANÁRIO, R. (Org.). Formação e situações de trabalho. Porto: Porto Editora, 1997.

FARIA FILHO, L. M.de (org.) Arquivos, fontes e novas tecnologias. Questões para a história da educação. Campinas: Autores Associados; Bragança Paulista, Universidade de São Francisco, 2000.

FERREIRA JR., A.; BITTAR, M. Proletarização e sindicalismo de professores na ditadura militar (1964-1985). São Paulo: Edições Pulsar & Terras do Sonhar, 2006. 112 p.

LAWN. M. Os professores e a fabricação de identidades. Currículo sem Fronteiras, Portugal, v. 1, n. 2, p. 117-130, jul./dez. 2001.

LAWN. M. Os professores e a fabricação de identidades. In: NÓVOA, A.; SCHRIEWER, J. (Org.) A difusão mundial da escola. Lisboa: Educa, 2000. p. 69-84.

LELIS, I. Profissão docente: uma rede histórias. Revista Brasileira de Educação, n. 17, p. 40-49, maio/ago. 2001.

NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. 2. ed. Porto: LDA, 1995.

NÓVOA, A. Formação de professores e a profissão docente. In: NÓVOA, A. (Org.). Os Professores e a sua Formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p. 15-33.

NÓVOA, A. Profissão professor: identidade e profissionalização docente. Brasília: Plano, 2002.

OLIVEIRA, D. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. Educ. Soc., v. 25, n. 89, dez. 2004

OLIVEIRA, D. As reformas educacionais e suas repercussões sobre o trabalho docente. In: OLIVEIRA, D. (Org.) Reformas educacionais na América Latina e os trabalhadores docentes. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

OLIVEIRA, D. Os trabalhadores docentes no contexto de nova regulação das políticas educacionais na América Latina. Belo Horizonte: Faculdade de Educação / UFMG, 2006. (Relatório de Pesquisa Capes).

PENIN, S. T. S. A satisfação/insatisfação do professor no trabalho. 1980. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1980.

SAVIANI, D. Formação de professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 40, jan./abr. 2009.

Universidade Federal do Piauí. Diário Oficial União, Brasília, DF, 20 de agosto de 1969.

XAVIER, L. N. O Brasil como laboratório: educação e ciências sociais no projeto do centro brasileiro de pesquisas educacionais. Bragança Paulista: IFAN / CDAPH/ EDUSF,1999.

Downloads

Publicado

01/09/2020

Como Citar

Gondinho, M. R. R., Oliveira, L. X. de, & Martins, M. da C. R. (2020). Histórias profissionais: políticas de formação e percursos formativos de professores. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 24(3), 1615–1631. https://doi.org/10.22633/rpge.v24i3.14359