A avaliação da aprendizagem dos educandos que permanecem em tempo integral no município de Angra dos Reis/RJ por meio do Programa Novo Mais Educação: discussões preliminares sobre o papel da educação na construção do conhecimento

Marcio Bernardino Sirino, Patricia Flávia Mota

Resumo


A partir da inserção do Programa Novo Mais Educação na Rede Municipal de Ensino de Angra dos Reis/ RJ e sua orientação para aplicação de avaliações padronizadas aos estudantes que permanecem em tempo integral para medir a aprendizagem em língua portuguesa e matemática, este presente artigo foi elaborado objetivando, por meio da pesquisa bibliográfica sobre as temáticas que se evidenciam nesta produção apresentar as reflexões iniciais realizadas sobre o papel da educação na construção do conhecimento.


Palavras-chave


Educação integral; Educação em tempo integral; Avaliação; Papel da educação.

Texto completo:

PDF XML

Referências


ALAVARSE, Ocimar. et al. Avaliações externas e qualidade na educação básica: articulações e tendências. Est. Aval. Educ., v. 24, n. 54, p. 12-31, jan./abr., 2013.

ANGRA DOS REIS. Resolução Municipal SECT nº 003 de 25 de agosto de 2016. Dispõe sobre a alteração da Resolução SECT nº 005 de 16 de julho de 2009, regulamenta o funcionamento das escolas em tempo integral da Rede Municipal de Ensino de Angra dos Reis e dá outras providências. Boletim Oficial do Município de Angra dos Reis, RJ, 02 set. 2016.

ANGRA DOS REIS. Resolução Municipal SECT nº005 de 16 de julho de 2009. Dispõe sobre a criação e o funcionamento dos Centros de Educação e Horário Integral de Angra dos Reis. Boletim Oficial do Município de Angra dos Reis, RJ, 20 ago. 2009.

ARROYO, Miguel. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

BAUMAN, Zygmunt. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

BRASIL. Lei 12.796, de 04 de abril de 2013. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre a formação dos profissionais da educação e dar outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF- 05 de abr. 2013.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 24 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 de jun. 2014.

BRASIL. Portaria Interministerial nº. 17, de 24 de abril de 2007. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 abril. 2007.

BRASIL. Portaria nº1144, de 10 de outubro de 2016. Institui o Programa Novo Mais Educação, que visa melhorar a aprendizagem em língua portuguesa e matemática no ensino fundamental. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 de out, 2016.

CAVALIERE, Ana Maria Cavaliere. Notas sobre o conceito de educação integral. In: COELHO, Lígia Martha Coimbra da Costa. (Org.). Educação integral em tempo integral: estudos e experiências em processo. Rio de Janeiro: DP et Alii, 2009.

COELHO, Lígia Martha Coimbra da Costa. História(s) da educação integral. Brasília: Em Aberto, v.22, n. 80, p.83-96, abr. 2009.

FERNANDES, Claudia de Oliveira. Avaliação das aprendizagens: sua relação com o papel social da escola. São Paulo: Cortez, 2014.

FREITAS, Luiz Carlos de. A importância da avaliação: em defesa de uma responsabilização participativa. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 96 p. 127-139, maio/ago. 2016.

HOFFMAN, Jussara. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. Porto Alegre: Mediação, 2005.

HORTA NETO, João Luiz.; JUNQUEIRA, Rogério Diniz. Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb): 25 anos. Apresentação. Em aberto, v. 29, n. 96, p. 15-18, mai-ago 2016.

MAURÍCIO, Lúcia Velloso. Escritos, representações e pressupostos da escola pública de horário integral. Em Aberto, Brasília, v.22, n. 80, p.15-31, abr. 2009.

PARENTE, Claudia da Mota Darós. A construção dos tempos escolares. Educação em Revista. Belo Horizonte, v.26, n.02, p.135-156, 2010.

PARENTE, Claudia da Mota Darós. Nos tempos de escola: das discussões sobre antecipação e ampliação da escolarização ao direito à educação. Revista de Educação. São Paulo, v. 11, n. 12, 2008.

PARO, Vítor Henrique. Educação integral em tempo integral: uma concepção de educação para a modernidade. In: COELHO, Lígia Martha Coimbra da Costa. (Org.). Educação integral em tempo integral: estudos e experiências em processo. Rio de Janeiro: DP at Alii, 2009.

PESTANA, Maria Inês. Trajetória do Saeb: criação, amadurecimento e desafios. Em Aberto, v. 29, n. 96, 71 – 84, maio/ago, 2016.

SIRINO, Marcio Bernardino. Trajetória da educação em tempo integral na rede municipal de ensino de Angra dos Reis (RJ): uma composição entre o universal e o focal? 2017. 196 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, 2017.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v22.n.1.2018.10710



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.