Psicologia e educação

O manejo comportamental como práxis e estratégia de estudo para o TEA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v27i00.18689

Palavras-chave:

Psicologia, Educação, Manejo comportamental, TEA

Resumo

Este artigo tem como principal propósito discutir acerca do manejo comportamental baseado na Análise do Comportamento com o intuito de suscitar a reflexão para uma práxis e um estudo aprofundado sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Por meio da metodologia adotada utilizando o Aberrant Behavior Checklist (ABC) e filmagens pré e pós-teste, foi possível descrever e comparar a frequência de comportamentos adequados e inadequados de crianças que apresentavam atipias em atendimentos individuais e, o repertório comportamental adequado e inadequado de profissionais da educação e da saúde no manejo destes comportamentos, antes e depois da participação em um programa de ensino baseado na forma de desenvolver o manejo. Os resultados foram positivos na medida em que houve um aumento significativo de comportamentos adequados e uma diminuição significativa de comportamentos inadequados tanto dos profissionais, quanto das crianças envolvidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Yazawa, Tribunal de Justiça de São Paulo

Psicóloga do Judiciário. Doutorado em Psicologia (UNESP).

Fabiola Colombani , Universidade de Marília

Docente e supervisora de estágio do Curso de Psicologia e Coordenadora da Clínica de Psicologia. Doutorado em Educação (UNESP).

Gelci Saffiotte Zafani, Universidade de Marília

Docente e supervisora de estágio do Curso de Psicologia. Mestrado em Educação (UNESP).

Referências

AMAN, M. G. et al. The aberrant Behavior checklist: a Behavior rating scale for the assessment of treatment effects. American Journal of Mental Deficiency, [S. l.], v. 89, n. 5, p. 485-491, 1985.

BOUTOT, A.; TINCANI, M. The complete guide to autism spectrum disorders: autism encyclopedia. 2. ed. Waco, Texas: Prufrock Press Inc., 2009.

CARRARA, K. Behaviorismo radical: crítica e metacrítica. São Paulo: Unesp, 2005.

CARMO, J. S.; BAPTISTA, M. Q. G. Comunicação dos conhecimentos produzidos em análise do comportamento: uma competência a ser aprendida? Estudos de Psicologia, v. 8, n. 3, 499-503, 2003.

COWDERY, G. E.; IWATA, B. A.; PACE, G. M. Effects and side effects of DRO as treatment for self-injurious Behavior. Journal of Applied Behavior Analysis, [S. l.], v. 23, p. 497-506, 1990.

DIGENNARO, F. D.; MARTENS, B. K.; KLEINMANN, A. E. Comparison of performance feedback procedures on teachers’ threatment implemention integrity and students’ innapropriate Behavior in special education classrooms. Journal of Applied Behavior Analysis, [S. l.], v. 40, p. 447-461, 2007.

HENKLAIN, M. H. O.; CARMO, J. S. Contribuições da análise do comportamento à educação: um convite ao diálogo. Cadernos de Pesquisa, [S. l.], v. 43, n. 149, p. 704-723, 2013.

IWATA, B. A. et al. Toward a functional analysis of self-injury. J Appl Behav Analysis, [S. l.], v. 27, n. 7, p. 197-209, 1994. DOI: 10.1901/jaba.1994.27-197.

LUNA, S. V. A crise da educação e o Behaviorismo. Que parte nos cabe nela? Temos soluções a oferecer? In: CARRARA, K. (org.). Educação, Universidade e Pesquisa. III Simpósio em Filosofia e Ciência: Paradigmas do Conhecimento no Final do Milênio. São Paulo: FAPESP/Unesp-Marília-Publicações, 2000. p.143-155.

MILTENBERGER, R. G. Modificação do comportamento: Teoria e prática. Cengage, São Paulo, 2018.

REY, D. D. Avaliação e intervenção em casos de comportamento agressivo e autolesivo. In: DUARTE, C. P.; COLTRI E SILVA, L.; VELLOSO, R. L. (org.). Estratégias da Análise do comportamento aplicada para pessoas com transtorno do espectro do autismo. [S. l.]: Memnon, Publicações científicas, 2018.

TEIXEIRA, A. M. S. Análise de contingências em programação de ensino infantil: liberdade e efetividade na educação. Santo André, SP: ESETec Editores Associados, 2006.

TODOROV, J. C., MOREIRA, M. B. Psicologia, comportamento, processos e interações, Psicol. Reflex. Crit. [online], [S. l.], v. 22, n. 3, p. 404-412, 2008.

YAZAWA, T.; FORNAZARI, S. A.; RODRIGUES, O. M. P. R. R. Graves problemas de comportamento no atendimento em saúde: como lidar? 2018. (Material de capacitação não publicado).

Publicado

17/11/2023

Como Citar

YAZAWA, T.; COLOMBANI , F.; ZAFANI, G. S. Psicologia e educação: O manejo comportamental como práxis e estratégia de estudo para o TEA. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 27, n. 00, p. e023064, 2023. DOI: 10.22633/rpge.v27i00.18689. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/18689. Acesso em: 24 maio. 2024.