A Revista Nova Escola no período de 2003 a 2010 e a formação de professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n3.9765

Palavras-chave:

Política educacional pública. Revista Nova Escola. Propostas político-pedagógicas.

Resumo

A presente pesquisa investigou como a Revista Nova Escola (RNE) retratou e interpretou aspectos da política educacional pública empreendida pelo Governo Luís Inácio Lula da Silva (2003-2010), tanto no nível das suas propostas legislativas, quanto político-pedagógicas, no âmbito da formação de professores. No contexto das suas propostas político-pedagógicas, analisamos como esse periódico trabalhou a formação de professores por meio dos aspectos formação inicial, formação continuada, carreira e práticas de sala de aula. A Revista Nova Escola, para além de suas opiniões, também colabora com a formação continuada dos professores.

Biografia do Autor

Andréia Cristina Fregate Baraldi Labegalini, Universidade de Marília

Docente da área da Educação (disciplinas pedagógicas) e Pesquisadora Institucional (P.I.).

Referências

A EDUCAÇÃO vista pelos olhos do professor. Nova Escola. São Paulo, nov. 2007. p. 1-9. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br. Acesso em: 18/março/2014.

DIDONÊ, Débora. Por uma formação inicial com mais qualidade. Nova Escola. São Paulo, ago. 2007. p. 60-64.

DURHAM, Eunice R. Os limites do curso de Pedagogia. Nova Escola. São Paulo, jun./jul. 2006. p. 78.

EDUCAÇÃO na pauta. Nova Escola. São Paulo, set. 2008. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br. Acesso em 18/março/2014.

ENSINAR bem é... prender a atenção da turma. Nova Escola. São Paulo, mar. 2004. p.20.

ESTUDO em 23 países revela o cenário da formação continuada. Nova Escola. São Paulo, set. 2009. p. 50.

FERRARI, Márcio; FUSCO, Karina. O curso de Magistério vai acabar? Nova Escola. São Paulo, maio 2004. p. 32-34.

FERRARI, Márcio. Eu acredito no sucesso da Educação – entrevista com Inés Aguerrondo. Nova Escola. São Paulo, mar. 2004. p. 22-24.

FERRARI, Márcio. A democratização do ensino exige nova linguagem em classe – entrevista com Philippe Perrenoud. Nova Escola. São Paulo, nov. 2004. p. 20-22.

GROSSI, Gabriel Pillar; GENTILE, Paola. O país precisa acordar para a importância da Educação – entrevista com Fernando Haddad. Nova Escola. São Paulo, maio 2007. p. 20-24.

GURGEL, Thais. A origem do sucesso (e do fracasso escolar). Nova Escola. São Paulo, out. 2008a. p. 48 - 49.

GURGEL, Thais. Ao mesmo tempo, tão perto e tão longe. Nova Escola. São Paulo, out. 2008b. p. 50 - 53.

GUIMARÃES, Arthur. Capacitação que funciona. Nova Escola. São Paulo, nº 160, vol. 18, mar. 2003. p. 60-62.

GUIMARÃES, Arthur; FARIA, Fabiana. Uma profissão, várias realidades. Nova Escola. São Paulo, nº 201, abr. 2007. p. 26-37.

LEVORATTI, Liliana. Descompasso de objetivos. Nova Escola. São Paulo, nov. 2008. p. 76-79.

MARTINS, Ana Rita et al. Não basta (só) tapar os buracos. Nova Escola. São Paulo, out. 2008. p. 54 - 57.

MARTINS, Ana Rita; MOÇO, Anderson. O novo perfil do professor. Nova Escola. São Paulo, out. 2010. p. 47-53.

MARTINS, Ana Rita; TAKADA, Paula. Banco de reservas. Nova Escola. São Paulo, ago. 2010. p. 90-93.

MARTINS, Ana Rita; SANTOMAURO, Beatriz; RATIER, Rodrigo. Eles podem inspirar a busca por soluções. Nova Escola. São Paulo, out. 2008. p. 58 - 61.

MENEZES, Luis Carlos de. Seis etapas em direção a uma escola de qualidade. Nova Escola. São Paulo, out. 2007b. p. 22.

MENEZES, Luis Carlos de. Só o bom professor salva. Nova Escola. São Paulo, maio. 2007a. p. 18.

MENEZES, Luis Carlos de. O ciclo da desigualdade. Nova Escola. São Paulo, set. 2007c. p. 26.

MENEZES, Luis Carlos de. Chegou, enfim, a vez dos professores. Nova Escola. São Paulo, abr. 2008. p. 122.

NICOLIELO, Bruna. Número de não formados diminui. Nova Escola. São Paulo, jun./jul. 2010. p. 56.

PAGANOTTI, Ivan. Buscar os melhores. Nova Escola. São Paulo, jan./fev. 2010. p. 70-71.

PELLEGRINI, Denise; GROSSI, Gabriel Pillar. A formação docente é prioridade para o Ministério – entrevista com Fernando Haddad. Nova Escola. São Paulo, out. 2008. p. 32-36.

PRADO, Ricardo. Aprender sempre. Nova Escola. São Paulo, nº 161, vol. 18, abr. 2003. p. 18.

RATIER, Rodrigo. Legislação – Planos pela metade. Nova Escola. São Paulo, nov. 2010. p. 22.

REVISTA Escola é canal de comunicação entre professores. Nova Escola. São Paulo, dez. 2004. p. 12.

SALLA, Fernanda; RATIER, Rodrigo. Escolha de poucos. Nova Escola. São Paulo, jan./fev. 2010. p. 68-69.

SANTOMAURO, Beatriz. Formação - Início de carreira docente é sempre marcante. Nova Escola. São Paulo, dez. 2009a. p. 34.

SANTOMAURO, Beatriz. Especialistas fora de lugar. Nova Escola. São Paulo, ago. 2009. p. 46.

SEMPRE do lado do professor. Nova Escola. São Paulo, nov. 2007. p. 6.

VEM aí a Rede Nacional de Formação de Professores. Nova Escola. São Paulo, nº 178, dez. 2004.

VICHESSI, Beatriz. Poucos cursos de Pedagogia são excelentes. Nova Escola. São Paulo, out. 2009. p. 44.

VICHESSI, Beatriz. Dá pra ensinar se ninguém aprende? Nova Escola. São Paulo, out. 2008. p. 39-40.

Downloads

Publicado

25/12/2016

Como Citar

Labegalini, A. C. F. B., & Brandão, C. da F. (2016). A Revista Nova Escola no período de 2003 a 2010 e a formação de professores. Revista on Line De Política E Gestão Educacional, 710–728. https://doi.org/10.22633/rpge.v20.n3.9765

Edição

Seção

Artigos