Narrativas identitárias em experiência de transformação e desenvolvimento profissional docente

Carlos Jose Trindade da Rocha, João Manoel da Silva Malheiro

Resumo


Este trabalho objetiva refletir sobre desenvolvimento profissional docente (DPD) a partir dos processos formativos e da constituição e socializações de narrativas identitárias de dois professores (Mariposa e Casulo) que participam do Grupo de Pesquisa Transformação de uma Universidade Pública Federal do Pará. A metodologia no estudo é de natureza qualitativa com uso de análise do conteúdo. Os dados são compostos pela análise de entrevista semiestruturada à práxis do planejamento de encontros dialogados durante um semestre letivo. Os resultados revelam que DPD, em Grupo de Estudo e Pesquisa apesar da singularidade de cada narrativa, apresentam pontos que se complementam na constituição da identidade tecendo a autotransformação de professores reflexivos.


Palavras-chave


Formação docente; Desenvolvimento profissional docente; Metamorfoses.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España)) XML

Referências


ALTARUGIO, M. H. A posição subjetiva do formador na condução do processo reflexivo de professores de ciências. Tese de Doutorado. USP. Faculdade de Educação. São Paulo. 2007.

BEIJAARD, D.; Meijer, P.; Verloop, N. Reconsidering research on teachers’ professional identity. Teaching and Teacher Education, 20, 107–128, 2004.

BOLIVAR, A. La identidad profesional del profesorado de secundaria: crisis y reconstrucción. Málaga: Aljibe. 2006.

DUBAR, C. Trajetórias sociais e formas identitárias: alguns esclarecimentos conceituais e metodológicos. Educação e Sociedade, v.19, nº 62. Campinas, abril, p.1-9, 1998.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FIORENTINI, D. Desenvolvimento profissional e comunidades investigativas. In: DALBEN, A.; DINIZ, J.; LEAL, L.; SANTOS, L. (Org.) Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: Educação ambiental, Educação em Ciências, Educação em Espaços não-escolares, Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, v.1, p. 570-590, 2010.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 34. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. trad. Luiz Felipe Baeta Neves. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

GONÇALVES, T. V. O. Quanta ciência há no ensino de ciências. (Org.) Antonio Carlos Pavão e Denise de Freitas. Avaliação e cidadania no ensino de ciências. p. 261-272. São Carlos: EdUFSCar, 332p., 2008.

HARGREAVES, A., GOODSON, I. Teachers´professional lives: Aspirations and actualities. London: Falmer Press. 1996.

HUBERMAN, M. O ciclo de vida professional de professores. In: Nóvoa, A. (org) Vida de professores. Porto Editora. 2000.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 8ª.ed. São Paulo: Cortez, 2010.

JOSSO, M. Experiências de vida e formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

LASKY, S. A sociocultural approach to understanding teacher identity, agency and professional vulnerability in a context of secondary school reform. Teaching and Teacher Education, 21, 899-916, 2005.

MARCELO, C. Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, nº 8, p.722, jan.-abr. 2009.

MIZUKAMI, M. G. N.; et al. Escola e aprendizagem da docência: processos de investigação e formação. São Carlos: EdUFSCar, 203p. 2010.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Traduzido por: Eloá Jacobina. 12.ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

PARENTE, A. G. L. Registro pessoal de discussões no Grupo de pesquisa Transformação. UFPA. IEMCI. PPGCEM. 2º Semestre 2016.

RODRIGUES, A.; ESTEVE, M. Análise de necessidades de formação como campo de investigação científica. Portugal: Porto, 1993.

SHÖN, D. A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, A. (Org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

SOUZA, J. V. A. Dimensão normativa e desafios atuais dos cursos de licenciatura. In: (Org.) Formação de professores(as) e condição docente. José Valdir Alves de Souza et al. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

TERIGI, F. Desarrollo professional continuo y carrera docente en América Latina. Santiago de Chile: PREAL, Serie Documentos de trabajo, n. 50. 2007.

VAILLANT, D.; MARCELO, C. Ensinando a ensinar: As quatro etapas de uma aprendizagem/ Denise Vaillant, Carlos Marcelo. – 1. Ed. Curitiba: Ed. UFTPR, 2012.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14i3.11836



Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.