Da teoria à prática textual no Ensino Médio

Desafios e perspectivas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.17692

Palavras-chave:

Ensino médio, Produção textual, Proficiência escritora

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que investigou a concepção de texto e produção textual no Ensino Médio. O estudo identificou limitações e potencialidades na escrita dos alunos por meio da observação em sala de aula, entrevistas, análises de produções textuais e outras abordagens metodológicas. A pesquisa utilizou uma metodologia qualitativa que envolveu pesquisa bibliográfica, documental e de campo. Os resultados revelaram que as práticas pedagógicas nas aulas de produção textual ainda reproduzem um ambiente de ensino-aprendizagem com condições de produção artificiais e descontextualizadas, típicas da atividade de redação escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Glícia Juliana Leandro Lemos, Secretaria de Educação de Minas Gerais

Professora de Língua Portuguesa e Redação da Rede Estadual de Educação de Minas Gerais. Mestrado em educação (FMG).

Suzana dos Santos Gomes, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (FaE/UFMG). Pós Doutora em Educação pela Universidade de Lisboa (U.L) e Universidade de São Paulo (USP).

Referências

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética: A teoria do romance. 4. ed. São Paulo: Hucitec, 1998.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. 4. ed. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. Tradução: Paulo Bezerra. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2016.

BAKHTIN, M.; VOLOCHINOV, V. N. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1981.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Presidência da República, 1996. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 12 jun. 2018.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília, DF: MEC; SEMTECC, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf. Acesso 10 jun. 2018.

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Linguagens, Códigos e Tecnologias. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_01_internet.pdf. Acesso em: 02 maio 2018.

BULLA, G. S.; SILVA, M. B. Escola, multiletramento e tecnologias na aula de Língua Portuguesa: Reflexões a partir de um projeto sobre Youtubers. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 12, n. 4, p. 1984-1997, out./dez. 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/10592/6935. Acesso em: 25 fev. 2020.

CAIADO, R.; FONTE, R. F. L.; BARROS, I. B. R. Metodologias ativas e novas competências docentes: Uma experiência de produção de textos imagéticos no meio digital. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 16, n. 4, p. 2682-2700, out./dez. 2021. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/14043. Acesso em: 10 maio 2022.

CHARLOT, B. Da relação com o saber às práticas educativas. São Paulo: Cortez, 2013.

DAYRELL, J. T.; GOMES, N. L.; LEÃO, G. M. P. Juventude Brasileira e Democracia: Participação, esferas e políticas públicas. Belo Horizonte, 2005.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra. 1996a.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996b.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, A. P. Gêneros textuais e ensino. 4. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

MOITA, L. P. Oficina de linguística aplicada: A natureza social e educacional dos processos de ensino/aprendizagem. Campinas, SP: Mercado de Letras. 1996.

PINHEIRO, J. P. S.; PANTOJA, L. D. M.; SALMITO. V. C. S. B. Ensino de Biotecnologia: O conhecimento docente e abordagem na perspectiva do Exame Nacional do Ensino Médio. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 12, n. 2, p. 776-792, 2017. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8361/6566. Acesso em: 09 jul. 2020.

VYGOTSKY, L. S. A Formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

Publicado

04/05/2023

Como Citar

LEMOS, G. J. L.; GOMES, S. dos S. Da teoria à prática textual no Ensino Médio: Desafios e perspectivas. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023029, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.17692. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/17692. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos