Proinfância e escolas de educação infantil: um estudo sobre implantação em estado da Região Norte

Juracy Machado Pacífico, Sirley Leite Freitas, Natasha Souza Matos

Resumo


Este artigo apresenta os resultados dos estudos realizados no período de março a julho/2015, que teve como objetivo analisar o atendimento à creche pela via da implantação do Programa Proinfância em Rondônia. O Proinfância, criado pelo governo federal e instituído pela resolução de n° 6, de 24 de abril de 2007, tem como objetivo prestar assistência técnica e financeira para municípios e o Distrito Federal, investindo na construção de creches e equipando-as. O estudo foi realizado, utilizando-se da pesquisa documental em fontes como: sites do FNDE, no Portal de Periódicos da Capes e na Plataforma Scielo e dados da SEMED/PVH-RO. Os estudos realizados e os documentos analisados apontam para o fato de que as crianças necessitam de espaços bem planejados e equipados para que possam desenvolver adequadamente todas as suas potencialidades. Os resultados evidenciam que, dos 52 municípios de Rondônia, somente oito fizeram adesão ao Programa Proinfância e que, mesmo assim, não há como se afirmar que até o ano de 2015 esse programa tenha representado algum impacto no número de matrículas. Conclui-se que será necessário continuar a investigação de forma mais específica para responder a diversas dúvidas que surgiram a partir do contexto atual.   


Palavras-chave


Educação Infantil. Infraestrutura. Proinfância.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v12.n1.8235



Direitos autorais 2017 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.