A relação entre a concepção de administrador e a percepção sobre ensino superior de administração: a ouvir os protagonistas do ensino superior de administração

Autores

  • Larissa Medianeira Bolzan UFSM
  • Elaine Di Diego Antunes
  • Domingos Fernandes

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n.esp3.9068

Palavras-chave:

Administrador, Ensino Superior de Administração, Percepção.

Resumo

Esta investigação abordou o tema ensino superior de administração e teve como objetivo apresentar a relação entre a concepção idealizada de Administrador e a percepção dos protagonistas a respeito do ensino superior de administração. Como justificativa para realização deste trabalho tem-se o ensinado por Barnett (2009), que afirma só ser possível determinar quais conhecimentos devem ser ensinados e como devem ser os encontros com os referidos conhecimentos, depois de determinar quais características se quer desenvolver nos egressos (BARNETT, 2009). Esta pesquisa é de natureza qualitativa, os dados foram coletados por meio de grupos de foco (com estudantes) e entrevistas (com professores), de duas instituições de ensino superior brasileiras, os achados foram analisados com base na Análise do Discurso (PÊCHEUX, 2009). Os resultados mostram que o Administrador, concebido pelos protagonistas do ensino superior de administração, é um líder de equipe, alguém capaz de gerenciar relacionamentos, conflitos, comunicação e competências, além de uma figura que ascende na carreira rapidamente. Acerca do ensino superior de administração, os protagonistas o consideraram polarizado e com deficiências que podem limitar o desenvolvimento do egresso. Sob as lentes dos protagonistas, o ensino superior de administração não é capaz de desenvolver o Administrador.

Downloads

Publicado

30/11/2016

Como Citar

BOLZAN, L. M.; ANTUNES, E. D. D.; FERNANDES, D. A relação entre a concepção de administrador e a percepção sobre ensino superior de administração: a ouvir os protagonistas do ensino superior de administração. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. esp.3, p. 1692–1709, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n.esp3.9068. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/9068. Acesso em: 26 fev. 2021.