Identificando um modelo para atividades criativas de estudantes de matemática

Um estudo qualitativo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26i00.17394

Palavras-chave:

Atividades criativas, Alunos de graduação, Matemática, Criatividade matemática

Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar a experiência de atividades criativas de alunos de graduação e identificar um modelo para uma melhor compreensão dessas atividades. Os dados foram coletados por meio de uma abordagem qualitativa, utilizando-se teoria fundamentada (grounded theory ou fundamentos teóricos dos dados) e instrumentos de entrevista em profundidade semiestruturada. A população estatística consiste em estudantes que estudam matemática em universidades públicas na Rússia. Treze alunos de matemática participaram voluntariamente através de métodos de amostragem intencional e teórica. Os dados foram analisados ​​por meio de um processo de codificação em duas etapas: livre e axial. Critérios de credibilidade, confiabilidade, transferibilidade e verificação foram usados ​​para garantir a qualidade da pesquisa. O modelo conceitual extraído dos dados em um modelo de paradigma sistemático do método de teoria fundamentada inclui fenômenos, estratégias, fatores intervenientes, condições contextuais, contextos e consequências. O modelo indica que vários fatores afetam a sensação de criatividade matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vladislav Yu. Turanin, Belgorod State University, Belgorod, Russia

PhD of Law.

Olga V. Batova, Saint Petersburg Mining University, Saint Petersburg, Russia

PhD in Law.

Madina A. Umarova, Chechen state University, Groznyj, Russia

PhD in Law.

Referências

Bozkurt Altan, E., & Tan, S. (2021). Concepts of creativity in design based learning in STEM education. International Journal of Technology and Design Education, 31(3), 503-529.

Esteban-Guitart, M., Lalueza, J. L., Zhang-Yu, C., & Llopart, M. (2019). Sustaining students’ cultures and identities. A qualitative study based on the funds of knowledge and identity approaches. Sustainability, 11(12), 3400.

Chen, X., Zou, D., Cheng, G., & Xie, H. (2020). Detecting latent topics and trends in educational technologies over four decades using structural topic modeling: A retrospective of all volumes of Computers & Education. Computers & Education, 151, 103855.

Nuha, M. A., Waluya, S. B., & Junaedi, I. (2018). Mathematical Creative Process Wallas Model in Students Problem Posing with Lesson Study Approach. International Journal of Instruction, 11(2), 527-538.

Nurlaily, V. A., Soegiyanto, H., & Usodo, B. (2019). Elementary School Teachers' Obstacles in the Implementation of Problem-Based Learning Model in Mathematics Learning. Journal on Mathematics Education, 10(2), 229-238.

Puspitasari, L., In'am, A., & Syaifuddin, M. (2018). Analysis of students’ creative thinking in solving arithmetic problems. International Electronic Journal of Mathematics Education, 14(1), 49-60.

Rohid, N., & Rusmawati, R. D. (2019). Students' Mathematical Communication Skills (MCS) in Solving Mathematics Problems: A Case in Indonesian Context. Anatolian Journal of Education, 4(2), 19-30.

Schukajlow, S., Kaiser, G., & Stillman, G. (2018). Empirical research on teaching and learning of mathematical modelling: A survey on the current state-of-the-art. ZDM, 50(1), 5-18.

Tohir, M., & Abidin, Z. (2018, April). Students creative thinking skills in solving two dimensional arithmetic series through research-based learning. In Journal of Physics: Conference Series (Vol. 1008, No. 1, p. 012072). IOP Publishing.

Ummah, I. K., & Yuliati, N. (2020). The Effect of Jumping Task Based on Creative Problem Solving on Students' Problem Solving Ability. International Journal of Instruction, 13(1), 387-406.

Publicado

08/09/2022

Como Citar

TURANIN, V. Y.; CHUEVA, I. A.; BATOVA, O. V.; UMAROVA, M. A.; POLUNIN, S. V. Identificando um modelo para atividades criativas de estudantes de matemática: Um estudo qualitativo. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. 00, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26i00.17394. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/17394. Acesso em: 15 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)