Estágio Curricular Supervisionado II – Gestão Escolar

Descrição das experiências vivenciadas em um espaço de educação formal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22633/rpge.v26i00.17710

Palavras-chave:

Estágio obrigatório, Educação formal, Educação do campo

Resumo

O presente artigo apresenta a prática referente ao período do Estágio na gestão escolar da Escola Estadual José Calazans Freire, Upanema/RN, durante o VI semestre do Curso de Licenciatura Interdisciplinar em Educação do Campo (LEDOC). O objetivo é descrever as experiências vivenciadas na realização do Estágio Curricular Supervisionado II – Gestão Escolar. Utilizou-se da pesquisa bibliográfica e documental acerca das concepções de Estágio e Educação Formal e dos relatos das experiências vivenciadas nas atividades desenvolvidas. Em decorrência disso, o estágio proporcionou uma oportunidade imprescindível para que o estagiário pudesse compreender a realidade desse espaço de educação formal, assim como contribuir nesse local por meio de práticas intervencionistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Késia Kelly Vieira de Castro, Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), Mossoró – RN – Brasil

Professora Adjunta no Departamento de Ciências Naturais, Matemática e Estatística (DCME). Doutora em Química (UFRN).

Josiel Medeiros de Aquino, Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), Mossoró – RN – Brasil

Mestre em Cognição, Tecnologias e Instituições no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar (PPGCTI/UFERSA).

Referências

BRASIL. Lei n. 11.788, de 25 de setembro de 2008. Dispõe sobre o estágio de estudantes; altera a redação do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996; revoga as Leis nos 6.494, de 7 de dezembro de 1977, e 8.859, de 23 de março de 1994, o parágrafo único do art. 82 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o art. 6o da Medida Provisória no 2.164-41, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República Casa Civil, Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm. Acesso em: 10 fev. 2022.

COLARES, M. L. I. S; LIMA, G. S. N. Formação em gestão escolar na perspectiva democrática. Imagens da Educação, v. 3, n. 1, p. 71-79, 2013. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ImagensEduc/article/view/19454. Acesso em: 10 fev. 2022.

PIMENTA, S. G; LIMA, M. S. L. Estágio e docência: diferentes concepções. Revista Poíesis, v. 3, n. 3, p. 5-24, 2005. Disponível em: https://www.professorrenato.com/attachments/article/159/Est%C3%A1gio%20e%20doc%C3%AAncia-diferentes%20concep%C3%A7%C3%B5es.pdf. Acesso em: 10 fev. 2022.

RAYMUNDO, G. M. C. A prática de ensino e o estágio supervisionado na construção dos saberes necessários à docência. Olhar de Professor, v. 16, n. 2, p. 357-374, 2013. Disponível em: https://revistas.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/4730 . Acesso em: 10 fev. 2022.

STÜRMER, A. B. Democracia e participação na escola pública. Revista Eletrônica de Educação, v. 5, n. 2, p. 124-135, 2011. Disponível em: https://www.reveduc.ufscar.br/index.php/reveduc/article/view/228 . Acesso em: 10 fev. 2022.

VEIGA, I. P. A. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível, v. 14, p. 11-35, 1995.

Publicado

30/12/2022

Como Citar

CASTRO, K. K. V. de; AQUINO, J. M. de. Estágio Curricular Supervisionado II – Gestão Escolar: Descrição das experiências vivenciadas em um espaço de educação formal. Revista on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, v. 26, n. 00, p. e022161, 2022. DOI: 10.22633/rpge.v26i00.17710. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/rpge/article/view/17710. Acesso em: 23 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.