Que corpo é este? O processo de subjetivação na construção discursiva dos corpos nas redes sociais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.30715/rbpe.v20.n1.2018.11263

Palavras-chave:

Educação sexual, Redes sociais, Discurso

Resumo

O presente artigo apresenta os diferentes efeitos de sentido produzidos pelos usuários da Internet a respeito do corpo nas redes sociais. Em primeiro lugar foi realizada uma análise discursiva e histórica dos múltiplos gestos de leitura e interpretação sobre o corpo em diferentes culturas. Em um segundo momento, com Pierre Lévy e Gilles Deleuze, o texto se desdobra a refletir os processos de subjetivação ao qual o corpo virtual passa na veiculação das redes sociais a partir do advento das novas tecnologias digitais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fausi dos Santos, Universidade Estadual Paulista - Unesp

Doutorando no Programa de Educação Escolar - Unesp/Araraquara. Tema da pesquisa: Corpo e Sexualidade nas redes sociais e sua sinterfaces no ambiente escolar. Pesquisador p

Paulo Rennes Marçal Ribeiro, Faculdade de Ciências e Letras, FCLAr

Livre-Docente em Sexologia e Educação Sexual pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP, em Araraquara, onde é professor do Departamento de Psicologia da Educação e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação Sexual.

Referências

BRANDÃO, J. de S. Mitologia Grega. Petrópolis: Vozes, 2001.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. v. 3. São Paulo: Editora 34, 2004.

LÉVY, Pierre. O que é o Virtual? São Paulo: Editora 34, 2011.

SANT’ANNA, D. B. Políticas do corpo. São Paulo: Estação Liberdade, 1995.

.

Downloads

Publicado

16/01/2018

Como Citar

SANTOS, F. dos; RIBEIRO, P. R. M. Que corpo é este? O processo de subjetivação na construção discursiva dos corpos nas redes sociais. DOXA: Revista Brasileira de Psicologia e Educação, Araraquara, v. 20, n. 1, p. 52–64, 2018. DOI: 10.30715/rbpe.v20.n1.2018.11263. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/doxa/article/view/11263. Acesso em: 29 jun. 2022.