Análise do perfil acadêmico dos coordenadores das faculdades de medicina no Brasil

Leonardo Maso Nassar, Jorge Luis Sanchez Arevalo

Resumo


Este estudo teve por objetivo analisar o perfil acadêmico dos coordenadores do curso de medicina no Brasil. Com base no estudo, visa-se traçar uma ideia da concentração em relação ao tipo de área de pesquisa. A abordagem metodológica usada foi qualitativa e documentaria. Os resultados indicam que existe uma grande concentração em publicações na área de pediatria e ginecologia, quer seja, tanto por universidades publicas e privadas.

Ao fazer um comparativo dos últimos 5 anos de pesquisa – medido por publicações de artigos -, observa-se que a contribuição dos coordenadores das universidades públicas em relação ao total representa o 62%. No geral, observa-se um grande avanço no que concerne ao campo de pesquisa, quer seja, universidade federal, estadual ou privada.


Palavras-chave


Brasil; Faculdades de medicina; Publicações.

Texto completo:

PDF PDF (Español (España))

Referências


ABU-ZAID A, ALKATTAN K. Integration of scientific research training into undergraduate medical education: A reminder call. Medical Education Online. 2013; 18(1): artigo n: 22832.

AL-ALWAN I., BAIG L. A., BADRI M, MAGZOUB M. E., ALYOUSIF, S. Effect of course coordinator behavior and motivation on students’ achievement: Results from five curriculum blocks of two undergraduate student cohorts at King Saud bin Abdulaziz University of Health Sciences. Pak J Med Sci. 2015; 31(2): 457-461.

ANDRADE G. M., LOPES H. D. P., FELÍCIO S. J. O., CARMO, V. M., MATOS, E. P. Experience report on teaching surgical technique without animal use. Acta Cirurgica Brasileira 2015; 30(5): 371-375.

BRANDÃO, C. F. S., CARVALHO-FILHO, M. A., CECILIO-FERNANDES, D. Simulation centers and pedagogical planning: Two sides of the same coin. Scientia Medica. 2018; 28(1): ID28709.

BRASIL. Lei nº 12.871, de 22 de Outubro de 2013. Institui o Programa Mais Médicos, altera as Leis n° 8.745, de 9 de dezembro de 1993, e n° 6.932, de 7 de julho de 1981, e dá outras providências. Diário Oficial da União - Seção 1 - 23/10/2013, Página 1

CAPES. http://www.capes.gov.br/images/stories/download/diversos/17012018-CAPES-InCitesReport-Final.pdf.

CHAVES V. L. J, AMARAL N. C. Política de expansão da educação superior no Brasil - O PROUNI e o FIES como financiadores do setor privado. Educ. rev. 2016; 32(4): 49-72.

CUMMINGS, G. G., TATE K., LEE S., WONG C. A., PAANANEN, T., MICARONI S. P. M., CHATTERJEE, G. E. Leadership styles and outcome patterns for the nursing workforce and work environment: A systematic review. International Journal of Nursing Studies. 2018; 85(1): 19-60.

HOULDEN, R. L., RAJA, J. B., COLLIER, C. P., CLARK, A. F., WAUGH, J. M. Medical students' perceptions of an undergraduate research elective. Medical Teacher. 2004; 26(7): 659-661.

MCCOWAN T. The growth of private higher education in Brazil: implications for equity and quality. Journal of Education Policy. 2004; 19(4): 453-472, 2004.

MOTA A, CARVALHO B, CANDIDO L, LOMATO R, MAIA T. Exame do CREMESP como indicador da qualidade do ensino médico. Revista Brasileira de Educação Médica. 2014 38 (1): 150-159.

RUEFF-BARROSO, C. R., GARCIA, K. S., PERUZINI, K. S., FERNANDES-SANTOS, C., PEREIRA-SAMPAIO, M. A. Simple and low cost tridimensional model of the cerebral hemisphere. Jornal Internacional de Morfologia. 2017; 35(2): 529-532.

ROSENBERG, L. E. Physician-scientists - Endangered and essential. Science. 1999; 283 (5400): 331-332.

SALGUEIRA A, COSTA P, GONÇALVES, M., MAGALHÃES E, COSTA M. J. Individual characteristics and students engagement in scientific research: A cross-sectional study. BMC Medical Education. 2012; 12(1): artigo n. 95.

SCHEFFER M. C., DAL POZ M. R. The privatization of medical education in Brazil: Trends and challenges. Human Resources for Health 2015; 13(1): art. No. 96.

STUCKELMAN, J., ZAVATCHEN S. E., JONES S. A. The Evolving Role of the Program Coordinator: Five Essential Skills for the Coordinator Toolbox. Academic Radiology. 2017; 24(6): 725-729.




DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v14i3.11892



Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação

 

Rev. Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1982-5587

DOI Prefix: 10.21723/riaee

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.