A diferença de Deleuze na pesquisa em educação: experiências dos pesquisadores do LEPED

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v15i3.12627

Palavras-chave:

Diferença, Escola para todos, Formação de professores, Alfabetização e Letramento.

Resumo

Pensar em uma escola para todos os alunos é o mote dos trabalhos realizados no Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino e Diferença (LEPED) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Neste artigo, por meio de um estudo bibliográfico, apresentaremos as contribuições de três teses de Doutorado para a construção de uma escola para todos. Esses estudos foram defendidos entre 2018 e 2019, nesse Laboratório. Os temas investigados foram: a formação em serviço de professores, ocorrida em um sistema virtual construído a partir do conceito de design participativo; o processo de alfabetização e letramento na Língua Portuguesa de alunos com surdez no ensino comum; e a formação de professores da Educação Básica para o ensino de Matemática, em uma perspectiva inclusiva. Concluímos que a diferença de Gilles Deleuze é o elo entre essas teses e a sua consideração, uma condição para que todos os alunos acessem, permaneçam, participem e aprendam na escola comum, segundo as suas possibilidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Eduardo de Oliveira Evangelista Lanuti, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Três Lagoas - MS

Professor Adjunto e Presidente da Comissão Multidisciplinar Permanente de Acessibilidade da UNiversidade Federal de MAto Grosso do Sul. Pesquisador do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino e Diferença – LEPED, UNICAMP.

Maria Isabel Sampaio Dias Baptista, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas - SP

Pesquisadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino e Diferença (LEPED) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Eliane de Souza Ramos, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas - SP

Assessora da Secretaria Municipal de Educação de Amparo/SP, docente na UNIFAJ e pesquisadora do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Ensino e Diferença – LEPED, UNICAMP.

Referências

BAPTISTA, M. I. S. Danças no TNR: movimentos de professores em formação continuada. Orientadora: Prof. Dr. Maria Teresa Eglér Mantoan. 2018. 277 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, 2018.

BARANAUSKAS, M. C B.; ROCHA, H. V. Perspectivas das interfaces humano-computador: o advento de uma nova computação. In: Design e avaliação de interfaces humano computador. 1. ed. Rocha, H. V. da; Baranauskas, M. C. (Orgs.). Instituto de Computação; Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 2003. p. 214-240.

BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de jul. de 2015. Lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 23 maio 2019.

BRASIL. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. 07 jan. 2008. Brasília: MEC/SEESP, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em: 23 maio 2019.

CLANDININ, D. J.; CONNELLY, F.M. Pesquisa narrativa: experiência e história em pesquisa qualitativa. 2. ed. Rev. Trad. Grupo de pesquisa narrativa e educação de professores ILEEL/UFU. Uberlândia: UDUFU, 2015.

DELEUZE, G. Diferença e repetição. Trad. Luiz B. L. Orlandi e Roberto Machado. 2 ed. São Paulo: Graal, 2006.

DELEUZE, G. Proust e os signos. 2. ed. Trad. Antonio Piquet e Roberto Machado. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003.

LANUTI, J. E. O. E. O ensino de Matemática: sentidos de uma experiência. Orientadora: Orientadora: Prof. Dr. Maria Teresa Eglér Mantoan. 2019. 127 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, 2019.

RAMOS, E. S. A diferença e as rasuras de um ensino inclusivo: aproximações e distanciamentos entre o atendimento educacional especializado realizado com alunos surdos, e o acontecimento de Deleuze. Orientadora: Prof. Dr. Maria Teresa Eglér Mantoan. 2013. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, 2013.

RAMOS, E. S. Alfabetização e letramento de alunos com surdez no ensino comum. Orientadora: Prof. Dr. Maria Teresa Eglér Mantoan. 2018. 288 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, 2018.

Publicado

20/02/2020

Como Citar

LANUTI, J. E. de O. E.; BAPTISTA, M. I. S. D.; RAMOS, E. de S. A diferença de Deleuze na pesquisa em educação: experiências dos pesquisadores do LEPED. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. 3, p. 1167–1180, 2020. DOI: 10.21723/riaee.v15i3.12627. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/12627. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos teóricos