Percepção de professores homens sobre o mal-estar docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v11.n4.8230

Palavras-chave:

Mal-estar docente. Homens professores. Gênero.

Resumo

Um dos problemas existentes entre os profissionais da educação refere-se ao fenômeno que passou a ser conhecido como mal-estar docente, surgindo o interesse em compreender esta realidade. Assim, o presente estudo tem por objetivo investigar as percepções de professores homens que escolheram o magistério como principal profissão, sobre o mal-estar docente. A pesquisa de natureza qualitativa foi realizada, por meio de entrevista semiestruturadas, com cinco professores do gênero masculino, cujas percepções predominantes são de que: as condições socioeconômicas, especialmente salariais, interferem nas condições de mal-estar docente; as relações interpessoais estabelecidas com os alunos são fatores que interferem nas condições de bem ou mal-estar dos professores; as situações de mal-estar docente são mais comuns entre as professoras mulheres.

Biografia do Autor

Josiane Peres Gonçalves, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Campus de Naviraí (UFMS/CPNV) e do Pantanal (UFMS/CPAN)

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora do Programa de Pós-graduação em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Campus de Corumbá (UFMS/CPAN). Lider do Grupo de Estudo e Pesquisa em Desenvolvimento, Gênero e Educação (GEPDGE).

Juan José Mouriño Mosquera, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Pós-doutor em Psicologia pela Universidad Autónoma de Madrid. Livre Docente em Psicologia da Educação. Professor Titular, Faculdade de Educação e de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Claus Dieter Stobäus, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

Pós-doutor em Psicologia pela Universidad Autónoma de Madrid. Doutor em Ciências Humanas – Educação. Professor Titular, Programa de Pós-Graduação em Educação, Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica da PUCRS, Professor do Centro Universitário La Salle.

Downloads

Publicado

20/12/2016

Como Citar

GONÇALVES, J. P.; MOSQUERA, J. J. M.; STOBÄUS, C. D. Percepção de professores homens sobre o mal-estar docente. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 11, n. 4, p. 2125–2140, 2016. DOI: 10.21723/riaee.v11.n4.8230. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/8230. Acesso em: 4 mar. 2021.

Edição

Seção

Artigos