Condições do trabalho docente na educação infantil

Uma análise crítica em tempos pandêmicos na cidade de Londrina/PR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v17iesp.1.16320

Palavras-chave:

Educação infantil, Trabalho docente, Reestruturação produtiva, Pandemia

Resumo

Este artigo pretende, a partir de uma perspectiva histórica, explorar as mudanças ocorridas na sociedade a partir da década de 90, analisando, em específico, os reflexos sobre a educação e, consequentemente, sobre o trabalho do professor em tempos pandêmicos. Nesta perspectiva, este estudo tem como objetivo compreender quais são os elementos que caracterizam as condições de trabalho docente da Educação Infantil na sociedade contemporânea, em especial, na pandemia. Como processo investigativo, o estudo será pautado em uma pesquisa de abordagem qualitativa, bibliográfica, fundamentando-se no método dialético. As discussões serão baseadas nas pesquisas de Antunes e Alves (2004), Saviani (1984), Marx (2008), entre outros. Ao término do estudo, constatamos que se faz necessário investir na melhoria das condições de trabalho na Educação Infantil, por meio de ações de infraestrutura e de formação continuada, para que o professor possa realizar sua função de forma digna e com o conhecimento das práticas necessárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabela Aparecida Rodrigues Costa, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação, no Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA).

Jacqueline Oliveira Jovanovich, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Educação, no Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA).

Marta Regina Furlan de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina – PR – Brasil

Docente do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (UEM).

Alex Sander da Silva, Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC), Criciúma – SC – Brasil

Docente do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação. Doutorado em Educação (PUCRS).

Referências

ALVES, Giovanni. O novo (e precário) mundo do trabalho: reestruturação produtiva e crise do sindicalismo. São Paulo: Boitempo editorial, 2000.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 16. ed. São Paulo: Cortez, 2015.

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2020.

ANTUNES, Ricardo; ALVES, Giovanni. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Educ. Soc., Campinas, v. 25, n. 87, p. 335-351, maio/ago. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v25n87/21460.pdf. Acesso em: 05 jun. 2021.

CODO, Wanderley (org.). Educação: carinho e trabalho. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.

ESTEVE, José Manoel. O mal-estar docente: a sala de aula e a saúde dos professores. Bauru, SP: Edusc, 1999.

FERREIRA, Leda Leal. Lições de professores sobre suas alegrias e dores no trabalho. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 35, 2019. DOI: 10.1590/0102-311x00049018

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 4. ed. São Paulo: Loyola, 1989.

HYPOLITO, Álvaro Moreira. Trabalho docente na educação básica no Brasil: as condições de trabalho. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2012. p. 211-229.

INFORMANDES. Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN. Ensino remoto em substituição ao presencial? Tô fora! Informativo n. 106, jul. 2020. Disponível em: https://issuu.com/andessn/docs/informandes_-_julho_2020_-_hi. Acesso em: 14 julho 2021.

JUNIOR, Celestino Alves da Silva. O trabalho e a escola pública. Concepções e determinações. In: JUNIOR, Celestino Alves da Silva. A escola pública como local de trabalho. 1. ed. São Paulo: Cortez, 1990. p. 25-55.

MARTINS, Lígia Márcia. O sofrimento e/ou adoecimento psíquico do (a) professor (a) em um contexto de fragilização da formação humana. Cadernos Cemarx, n. 11, p. 127-144, 2018.

MARX, Karl. Trabalho estranhado e propriedade privada. In: MARX, Karl. Manuscritos econômicos-filosóficos. 2. ed. São Paulo, SP. Boitempo, 2008. p. 79-90.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845-1846). São Paulo: Boitempo, 2007.

MELITO, Leandro. A precarização do trabalho docente em tempos de ensino remoto. 2020. Disponível em:https://www.brasildefato.com.br/2020/09/28/a-precarizacao-do-trabalho-docente-em-tempos-de-ensino-remoto Acesso: 10 jun 2021.

NETTO, José Paulo. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

NETO, Hélio da Silva Messeder; PIRES, Izadora dos Santos. Ensino (para o controle) remoto: quase um episódio de Black Mirror. Fraturas expostas pela pandemia: escritos e experiências em educação. Campos dos Goytacazes, RJ: Encontrografia, 2020. 320 p.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Condições de trabalho docente: uma análise a partir de dados de sete estados brasileiros. In: OLIVEIRA, Dalila Andrade; VIEIRA, Lívia Fraga. Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2012. p. 153-190.

SAVIANI, Dermeval. Sobre a Natureza e Especificidade da Educação. In: SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica. 9. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 1984. p. 11-22.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12 n. 34, jan./abr. 2007.

SAVIANI, Dermerval; GALVÃO, Ana Carolina. Educação na pandemia: a falácia do “ensino” remoto. 2021. Disponível em: https://www.sintese.org.br/download/educacao-na-pandemia-a-falacia-do-ensino-remoto/. Acesso em: 06 jul. 2021.

SOUZA, Kátia Reis. Trabalho remoto, saúde docente e greve virtual em cenário de pandemia. Trabalho, Educação e Saúde, v. 19, e00309141, 2021. DOI: 10.1590/1981-7746-sol00309

Downloads

Publicado

01/03/2022

Como Citar

COSTA, I. A. R.; JOVANOVICH, J. O.; OLIVEIRA, M. R. F. de; SILVA, A. S. da. Condições do trabalho docente na educação infantil: Uma análise crítica em tempos pandêmicos na cidade de Londrina/PR. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 17, n. esp.1, p. 0981–0994, 2022. DOI: 10.21723/riaee.v17iesp.1.16320. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/16320. Acesso em: 25 maio. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)