Escola integral de tempo integral no Estado de Mato Grosso do Sul: reflexões sobre sua constituição e os desafios da política educacional

Reginaldo Peixoto, Olinda Rodrigues Magalhães

Resumo


O objetivo desse artigo é o de refletir sobre as concepções de educação integral em período integral e sobre as políticas de implantação da escola em tempo integral no Estado de Mato Grosso do Sul. Assim, por meio de uma pesquisa bibliográfica e documental discutimos algumas legislações nacionais e estaduais que versam sobre a função o papel que a escola integral de tempo integral exerce na sociedade contemporânea. No Estado de Mato Grosso do Sul, foi adotada a pedagogia da autoria que coloca o aluno como protagonista, autor do processo de ensino e aprendizagem e desenvolvimento escolar que, na perspectiva da política educacional estadual, pode ser uma estratégia para formar um sujeito mais ético, crítico e conhecedor do seu papel social.


Palavras-chave


Educação integral; Escola de tempo integral; Currículo integrado; Escola de autoria.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Joana D’arc Moreira. Escola de tempo integral: uma reflexão sobre suas contribuições e seus desafios, considerando a diversidade e a inclusão. Itinerarius Reflectionis: revista eletrônica do curso de Pedagogia do campus Jataí- UFG, v. 2 n. 11. 2011.

ANK, Elisane; HUTNER, Mary Lane. Escola em tempo integral e a educação integral: algumas reflexões de contexto e de concepção. Anais do IX Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. Curitiba: PUC/PR, 23 a 26/09/2013.

BRASIL. Lei n.º 4.024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: Câmara, 1961.

MAGALHÃES, Olinda Rodrigues. Educação e desafios perspectivas. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 03, Ed. 09, Vol. 03, pp. 65-73, setembro de 2018. ISSN:2448-0959.

MATO GROSSO DO SUL. Ampliação das escolas de tempo integral no Mato Grosso do Sul em 2018. Disponível em: www.ms.gov.br › governo-amplia-escolas-de-autoria-e-mais-12-colegios-v...P. Acesso em 20 dez 2019. Acesso em 20 jan. 2020.

MATO GROSSO DO SUL. Lei nº 5.306, de 21 de dezembro de 2018. Altera o caput e acrescenta o § 5º ao art. 3º-A da Lei nº 4.973, de 29 de dezembro de 2016, que cria o Programa de Educação em Tempo Integral, denominado “Escola da Autoria”. Disponível em: https://www.spdo.ms.gov.br/diariodoe/Index/Download/DO9807_26_12_2018. acesso em 10 jan. 2020.

MATO GROSSO DO SUL. Currículo de referência de Mato Grosso do Sul: educação infantil e ensino fundamental. Campo Grande: SED, 2019. Disponível em: https://www.sed.ms.gov.br/institucional/portal-do-servidor/F. Acesso em 10 jan. 2020.

MATO GROSSO DO SUL. Resolução/SED Nº 3.557, de 18 de janeiro de 2019. Disponível em: https://www.spdo.ms.gov.br/diariodoe/Index/Download/DO9824_18_01_2019. Acesso em 15 dez 2019.

MATO GROSSO DO SUL. Governo do Estado amplia oferta do Ensino Médio em Tempo Integral e contará com 42 escolas em 2020. Disponível em: http://www.ms.gov.br/governo-do-estado-amplia-oferta-do-ensino-medio-em-tempo-integral-e-contara-com-42-escolas-em-2020/. Acesso em 25 mar 2020.

MAURÍCIO, Lúcia Velloso. Escritos, representações e pressupostos da escola pública de horário integral. In: MAURÍCIO, Lúcia Velloso (Org.). Educação integral e tempo integral. Brasília: INEP/MEC, p. 15-31, 2009.

MOLL, Jaqueline. Histórias de vida, histórias de escola: elementos para uma pedagogia da cidade. Petrópolis: Vozes, 2000.

MOSÉ, Viviane. A escola e os desafios contemporâneos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

NININ, Maria Otilia Guimarães. Pesquisa na escola: que espaço é esse? O conteúdo ou do pensamento crítico. Educação em revista. Belo Horizonte. N. 48, p. 16-35 dez. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/n48/a02n48.pdf. Acesso em 15 dez. de 2019.

NÓVOA, António. Desafios do trabalho do professor no mundo contemporâneo. Sinpro, SP, 2007. Disponível em: http://www.sinprosp.org.br/arquivos/novoa/livreto_novoa.pdf. Acesso em 28 jan. 2020.

YOUNG, Michael. Para que servem as escolas? Revista Educação e Sociedade, Campinas, vol. 28, n. 101, p. 1287-1302, set./dez. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n101/a0228101.pdf. Acesso em 16 mar 2020.




DOI: https://doi.org/10.22633/rpge.v24i2.13492



Rev. on line de Política e Gestão Educacional, Araraquara, SP, Brasil, e-ISSN: 1519-9029

DOI prefix: 10.22633/rpge

Licença Creative Commons 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.