Educação e pobreza: o Programa Bolsa Família na percepção dos estudantes do Ensino Médio em Corumbá-MS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp3.14433

Palavras-chave:

Programa Bolsa Família, Política social, Ensino médio, Percepções de estudantes

Resumo

O objetivo deste artigo consiste em analisar as percepções socialmente construídas sobre o Programa Bolsa Família (PBF), com ênfase em sua relação com a Educação, tendo como público-alvo um grupo de estudantes matriculados no 1º ano do Ensino Médio em duas escolas públicas da cidade de Corumbá-MS. O estudo contou com 23 participantes, sendo 14 deles beneficiários do programa, e nove não beneficiários. Os dados referentes às percepções dos estudantes sobre o PBF foram coletados por meio de questionários e, posteriormente, analisamos qualitativamente a partir das técnicas da Análise de Conteúdo. Os resultados indicam que os estudantes consultados, especialmente os não beneficiários do PBF, possuem um conhecimento superficial sobre o programa e também apontam para a existência de divergências entre as percepções de estudantes beneficiários e não beneficiários no modo de conceber o programa e sua condicionalidade educacional, bem como nas expectativas em relação ao prosseguimento dos estudos/atuação profissional.

Biografia do Autor

Bárbara Amaral Martins, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Corumbá – MS

Professora Adjunta do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMS, Campus do Pantanal.

Fabiano Quadros Rückert, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Corumbá – MS

Professor Adjunto do curso de História e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMS, Campus do Pantanal.

Referências

ABREU, D.; AQUINO, J. A. Contexto familiar e cumprimento da condicionalidade de frequência escolar no Programa Bolsa Família no Ceará. Educar em Revista, Curitiba, Edição Especial, n. 2, p. 55-69, set. 2017.

AGUIAR, N. F. de. Diferenças de Gênero e Apoio à Pobreza no Programa Bolsa Família (PBF). Brasília: Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, 2012.

ALMEIDA, M. L. de; SILVA, J. L. G. da. Os programas de transferência de renda no Brasil e sua relação com a melhoria da qualidade de vida da população pobre e extremamente pobre: um estudo sobre o Bolsa Família. G&DR, v. 12, n. 3, p. 60-80, set-dez/2016.

AMARAL, E. F. L.; MONTEIRO, V. P. Avaliação de impacto das condicionalidades de educação do Programa Bolsa Família (2005 e 2009). DADOS – Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 56, n. 03, p. 531-570, 2013.

ARRUDA, P. A. Programa Bolsa Família sobre o olhar dos beneficiários de um município do interior de São Paulo. 2017. Dissertação (Mestrado em Saúde, Interdisciplinaridade e Reabilitação) — Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 13.005/2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 05 de set. 2019.

BRASIL. Ministério da Cidadania. Secretaria Especial do Desenvolvimento Social. Bolsa Família. Disponível em: http://mds.gov.br/. Acesso em: 25 jul. 2019.

CAPUCHA, L. M. A. Desafios da pobreza. 2004. Tese (Doutorado em Sociologia) – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Lisboa, 2004.

CARNELOSSI, B. C. N.; BERNARDES, M. E. M. A condicionalidade de educação dos programas de transferência de renda: uma análise crítica do programa Bolsa Família. Perspectiva, Florianópolis, v. 32, n. 1, p. 285-313, jan./abr. 2014. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/2175-795X.2014v32n1p285. Acesso em: 12 dez. 2018.

CAVALCANTI, D. M.; COSTA, E. M.; SILVA, J. L. M. da. Programa Bolsa Família e o Nordeste: impactos na renda e na educação, nos anos de 2004 e 2006. Revista Economia Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 99-128, jan./abr. 2013.

DENES, G.; KOMATSU, B. K.; MENEZES-FILHO, N. Uma avaliação dos impactos macroeconômicos e sociais de programas de transferência de renda nos municípios brasileiros. Revista Brasileira de Economia, v. 72, n. 3, p. 292-312, jul./set. 2018.

GEREMEK, B. La piedad y la horca. Historia de la miseria y de la caridad en Europa. Madrid: Alianza Editorial, 1998.

GONÇALVES, G. Q.; MENICUCCI, T. M. G.; AMARAL, E. F. L. Diferencial educacional entre beneficiários e não beneficiários do Programa Bolsa Família. Cadernos de Pesquisa, v. 47, n. 165, p. 770-795, jul./set. 2017.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Corumbá. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ms/corumba/panorama. Acesso em: 26 fev. 2020.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Coordenação de População e Indicadores Sociais. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira: 2019. Rio de Janeiro: IBGE, 2019.

MINETTO; T. M.; WEYH, C. B. Educação e políticas públicas para a proteção da criança e do adolescente no contexto brasileiro. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 14, n. 4, p. 2123-2140, out./dez., 2019.

MORELL, A. La legitimación social de la pobreza. Barcelona: Anthropos Editorial, 2002.

NASCIMENTO, F. P.; BARROS, M. S. F. O sistema capitalista a partir da década de 1990 e suas implicações na educação escolar brasileira. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 13, n. 4, p. 1779-1791, out./dez., 2018. Disponível em: https://doi.org/10.21723/riaee.unesp.v13.n4.out/dez.2018.9815. Acesso em: 22 jul. 2020.

PIRES, A. Afinal, para que servem as condicionalidades em educação do Programa Bolsa Família? Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, v. 21, n. 80, p. 513-532, jul./set. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362013000300007. Acesso em: 8 jan. 2019.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 43 ed. rev. Campinas, SP: Autores associados, 2018.

TESTA, M. G.; FRONZA, P.; PETRINI, M.; PRATES, J. C. Análise da contribuição do Programa Bolsa Família para o enfrentamento da pobreza e a autonomia dos sujeitos beneficiários. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 47, n. 6, p. 519-541, nov./dez. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122013000600009. Acesso em: 5 jan. 2019.

ZANELLA, M. N. Implantação do menorismo na América Latina no início do século XX: tendências jurídicas e políticas para a contenção dos mais pobres. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 14, n. esp. 3, p. 1750-1766, out., 2019.

ZIMMERMANN, C. R.; ESPÍNOLA, G. M. Programas sociais no Brasil: um estudo sobre o Programa Bolsa Família no interior do Nordeste brasileiro. Cadernos CRH, Salvador, v. 28, n. 73, p. 147-164, jan./abr. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-49792015000100010. Acesso em: 28 jan. 2019.

WOOLF, Stuart. Los pobres en la Europa Moderna. Trad. Teresa Comprodón. Barcelona: Editorial Crítica, 1989.

Downloads

Publicado

30/10/2020

Como Citar

Martins, B. A., & Rückert, F. Q. (2020). Educação e pobreza: o Programa Bolsa Família na percepção dos estudantes do Ensino Médio em Corumbá-MS. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 15(esp3), 2260–2277. https://doi.org/10.21723/riaee.v15iesp3.14433