Tradução e adaptação cultural do Cuestionario Sobre Formación Continuada del Profesorado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21723/riaee.v18i00.17867

Palavras-chave:

Questionário, Tradução e adaptação cultural, Necessidades de formação docente, Professores

Resumo

Objetiva-se realizar a tradução e adaptação cultural do Cuestionario Sobre Formación Continuada del Profesorado para o português de Brasil; efetivar uma retrotradução do instrumento para o espanhol de Hispano-América; efetuar a validação empírica do instrumento. Trata-se de uma pesquisa metodológica. Foi realizada em quatro etapas: tradução, síntese, retrotradução, comitê de juízes e pré-teste. O pré-teste foi realizado com a participação de 45 professores do ensino médio. O Alfa Cronbach do questionário foi de 0,940. A Analise Fatorial resultou no agrupamento das 46 perguntas do instrumento em 10 fatores. A tradução e adaptação cultural do instrumento tem sido de alta qualidade. Foi verificada a coerência interna do instrumento, por meio do Alfa de Cronbach. A Análise Fatorial (AF) evidenciou que há uma dimensão subjacente em cada um desses fatores. A disponibilização do instrumento para a comunidade acadêmica é de grande ajuda para pesquisas futuras neste campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Orlando Fernández Aquino, Universidade de Uberaba

Professor-pesquisador do Programa de Pós-graduação em Educação (Mestrado e Doutorado). Coordenador da Comissão de Implantação do Programa de Pós-graduação em Educação no Centro Universitário de Patos de Minas.

Adriana Rodrigues, Universidade de Uberaba

Professora-pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação (Mestrado e Doutorado).

Marilene Ribeiro Resende, Universidade de Uberaba

Professora-pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação (Mestrado e Doutorado).

Ángel Doroncele Acosta, Universidad San Ignacio de Loyola

Professor-pesquisador do Mestrado em Educação.

Patricia Medina Zuta, Universidad San Ignacio de Loyola

Professora-pesquisadora do Mestrado em Educação.

Referências

ABRUCIO, F. L. Formação de Professores no Brasil. Diagnóstico, agenda de políticas e estratégias para a mudança. São Paulo: Moderna, 2016.

AQUINO, O. F.; PUENTES, R. V.; GONZÁLEZ CARMENATE, M. Formación docente y trabajo metodológico en la universidad: resultados de una experiencia de desarrollo profesional centrada en la reflexión, el apoyo mutuo y la supervisión. Pro-Posições, v. 19, n. 1, p. 75–95, abr. 2008. DOI: 10.1590/S0103-73072008000100013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pp/a/pqfqMWxZpZMxy69sxy5RHcP/. Acesso em: 14 dez. 2010.

BEATON, D. et al. Recommendations for the Cross-Cultural Adaptation of the DASH & QuickDASH Outcome Measures. Institute for Work & Health, p. 1–45, 2007. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/265000941. Acesso em: 13 dez. 2022.

BENEDITO ANTOLÍ, V.; IMBERNÓN MUÑOZ, F.; FÉLEZ RODRÍGUEZ, B. Necesidades y propuestas de formación del profesorado novel de la Universidad de Barcelona. Profesorado. Revista de Currículum y Formación de Profesorado, v. 5, n. 2, p. 1–25, 2001. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=837974. Acesso em: 13 mar. 2010.

BRACCIALLI, L. M. P. et al. Tradução e adaptação cultural de instrumentos para avaliar a predisposição do uso de tecnologia assistiva que constitui o Modelo Matching, Person & Technology. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (online), p. 189–204, jun. 2019. DOI:10.1590/s1413-65382519000200001. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbee/a/RrF5N7dW3Bwdb4sjbkRvnYb/. Acesso em: 12 jan. 2020.

CHAVES, F. A. et al. Tradução e adaptação cultural do Behavior Change Protocol para as práticas educativas em Diabetes Mellitus. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 27, e3164, 2019. DOI: 10.1590/1518-8345.2908.3164. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rlae/a/L4nNP4T9YrJJyB6NS9nQRTq/. Acesso em: 21 abr. 2020.

DAMÁSIO, B. F. Análise Fatorial Confirmatória Multigrupo (AFCMG) na avaliação de invariância de instrumentos psicométricos. Psico-USF, Bragança Paulista, v. 18, n. 2, p. 211-220, maio/ago. 2013. DOI: 10.1590/S1413-82712013000200005. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pusf/a/8cvmNWqFB6XqWDV9ZGJzsLF/?lang=pt#:~:text=A%20An%C3%A1lise%20Fatorial%20Confirmat%C3%B3ria%20Multigrupo,(equivalentes)%20para%20diferentes%20grupos. Acesso em: 05 maio 2017.

DUARTE, E. D. et al. Questionário para identificação de crianças com condições crônicas (QuICCC-R): tradução e adaptação. Acta Paulista de Enfermagem, v. 31, n. 2, p. 144–152, 2018. DOI: 10.1590/1982-0194201800022. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ape/a/PDsvK44tDPscbq6MjS9D7QP/?lang=pt. Acesso em: 03 abr. 2019.

ESTRADA GARCÍA, A. Instrumento para detectar las necesidades de formación docente. Revista Iberoamericana de Producción Académica y Gestión Educativa, p. 1–18, jul. 2016. Disponível em: https://www.pag.org.mx/index.php/PAG/article/view/618. Acesso em: 22 set. 2019.

FIELD, A. Descobrindo a estatística usando o SPSS. Tradução: Lorí Viali. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GALINDO, C. J. As necessidades de formação continuada de professores: compreensões necessárias ao campo e às práticas formativas. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 7, n. 1, p. 38–50, 2012. DOI: 10.21723/riaee.v7i1.5366 Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/5366. Acesso em: 09 nov. 2020.

GONZÁLEZ TIRADOS, R. M.; GONZÁLEZ MAURA, V. Diagnóstico de necesidades y estrategias de formación docente en las universidades. Revista Iberoamericana de Educación, v. 43, n. 6, p. 1–14, 15 ago. 2007. DOI: 10.35362/rie4362365. Disponível em: https://rieoei.org/RIE/article/view/2365. Acesso em: 27 dez. 2020.

KAISER, H. F. An index of factorial simplicity. Psychometrika, v. 39. p. 31-36, 1974. DOI: 10.1007/BF02291575. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/BF02291575 Acesso em: 30 set. 2022.

KLINE, P. The handbook of psychological testing. London: Routledge, 1999.

LEONE, N. M. A inserção no exercício da docência: necessidades formativas de professores em seus anos iniciais. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

LIMA, E. F. Análise de necessidades formativas de docentes ingressantes numa universidade pública. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (online), v. 96, n. 243, p. 343–358, ago. 2015. DOI: 10.1590/S2176-6681/337612864. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbeped/a/GXjFrdsX4j8L4dV56h9yD9G/abstract/?lang=pt. Acesso em: 23 maio 2020.

MARTINY, C. M. et al. Tradução e adaptação transcultural da versão brasileira do Inventário de Ansiedade Geriátrica (GAI). Revista de Psiquiatria Clínica., v. 38, n. 1, p. 8-12, 2011. DOI: 10.1590/S0101-60832011000100003. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/262805056_Traducao_e_Adaptacao_Transcultural_da_Versao_Brasileira_do_Inventario_de_Ansiedade_Geriatrica_GAI. Acesso em: 07 jan. 2020.

MATTIENSEN, A. Uso do Coeficiente Alfa de Cronbach em Avaliações por Questionários. Documentos 48. Boa Vista, RR EMBRAPA, Centro de Pesquisa Agroflorestal de Roraima, 2011. Disponível em: https://www.academia.edu/23629159/Uso_do_Coeficiente_Alfa_de_Cronbach_em_Avalia%C3%A7%C3%B5es_por_Question%C3%A1rios. Acesso em: 01 jan. 2023.

OLIVEIRA, F. et al. Aspectos teóricos e metodológicos para adaptação cultural e validação de instrumentos na enfermagem. Texto Contexto Enfermagem, v. 27, n. 2, e4900016, p. 1–13, 2018. DOI: 10.1590/0104-070720180004900016. Disponível em: http://www.revenf.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072018000200502. Acesso em: 22 set. 2020.

ÖZTÜRK, Mustafa. An Evaluation of an Innovative In-Service Teacher Training Model in Turkey. International Journal of Higher Education, p. 23–36, 2019. DOI: 10.5430/ijhe.v8n1p23. Disponível em: https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ1202218.pdf. Acesso em: 10 ago. 2020.

PÉREZ SERRANO, M. ¿Qué necesidades de formación perciben los profesores? Tendencias pedagógicas, v. 4, p. 4–24, 1999. Disponível em: https://revistas.uam.es/tendenciaspedagogicas/article/view/1790. Acesso em: 23 maio 2020.

RAMALHO, B. L.; NÚÑEZ, I. B. Diagnóstico das necessidades formativas de professores do ensino médio no contexto das reformas curriculares. Revista Educação em Questão, v. 40, n. 26, p. 69-96, jun. 2011. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4041. Acesso em: 13 out. 2020.

RODRIGUES, Â.; ESTEVES, M. A análise de necessidades na formação de professores. Porto: Porto Editora, 1993.

ZANARDO, A. B. R.; VENTURA, C. A. A. Adaptação cultural e validação do módulo Strategies to end seclusion restraint do ToolKit QualityRights. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 30, e3520, 2022. DOI: 10.1590/1518-8345.5638.3553%20. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rlae/article/view/199083. Acesso em: 26 fev. 2022.

Publicado

09/11/2023

Como Citar

FERNÁNDEZ AQUINO, O.; RODRIGUES, A.; RIBEIRO RESENDE, M.; DORONCELE ACOSTA, Ángel; MEDINA ZUTA, P. Tradução e adaptação cultural do Cuestionario Sobre Formación Continuada del Profesorado. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 18, n. 00, p. e023104, 2023. DOI: 10.21723/riaee.v18i00.17867. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/17867. Acesso em: 30 nov. 2023.

Edição

Seção

Relatos de Pesquisas